Uva traz diversidade no consumo e nos benefícios

194 Visualizações

Fruta encontrada em variados tipos, a uva é consumida em sua forma pura, em suco, vinho, entre outras variações, mas ela vai além. Na semente, geralmente descartada, estão valiosas propriedades que auxiliam a saúde e a beleza.

É na semente da uva que estão as substâncias protetoras em maior quantidade. Se consumida no momento de ingestão da fruta, é preciso mastigar a semente para ter a composição correta, uma vez que o organismo não tem enzimas que a digiram. Uma alternativa é utilizar o óleo de semente de uva, cuja fabricação começa com a sua trituração. Na sequência, é feita a prensa a frio, um processo que extrai o óleo da semente, mantendo suas propriedades. Para produzir um litro de óleo, são necessários quase 200 quilos de semente.

Pesquisa comprova benefícios na prevenção de doenças

Um estudo realizado pela USP (Universidade de São Paulo) constatou que o óleo da semente de uva possui uma característica semelhante a uma gordura muito utilizada em nossa rotina: o óleo de soja. Ambos possuem uma considerável atividade antioxidativa, característica relevante no retardo do envelhecimento de nossas células, ajudando na prevenção de doenças crônicas como, por exemplo, diabetes, obesidade, entre outras.
O óleo da semente de uva possui altas taxas de ácidos graxos insaturados (ômega 6), e fitosteróis (responsáveis pela menor absorção de gordura no organismo), vitamina E e fenólicos (estes dois últimos apresentam ação antioxidante).

Um combatente contra o câncer

Cientistas da Universidade de Kentucky realizaram experiências de laboratório e mostraram que, em 24 horas, 76% de células de leucemia expostas ao extrato de semente de uva foram mortas e as células saudáveis ficaram intactas.
Pesquisas anteriores já haviam mostrado que o extrato da semente da fruta pode ser eficaz no combate a células cancerígenas da pele, mama, intestino, pulmão, estômago e próstata.

Vantagens também para a saúde dos dentes

Outro estudo, da Faculdade de Odontologia da USP, concluiu que a aplicação do extrato da semente de uva nas restaurações dentárias com resina proporciona mais durabilidade ao tratamento. Por ser rico em antioxidante, é capaz de aumentar a resistência da dentina, evitando a deterioração, fazendo com que os pacientes precisem trocar menos as restaurações.

Incluindo o óleo de semente de uva na alimentação

A utilização desse produto na culinária é indicada como um molho de salada ou em produtos assados. É um aliado nas dietas, pois, devido ao seu alto teor de ácidos graxos e instaurados, é responsável pela diminuição do colesterol “ruim” presente no sangue.

Como hidratante corporal

O óleo de semente de uva é amigo da pele. Por ter propriedades umectantes, mantém a pele bem hidratada. Além disso, por ser rico em vitamina E (poderoso antioxidante que atua na pele), ele também previne a formação de rugas, estrias, celulites, cicatrizes e o envelhecimento precoce.

No tratamento capilar

O produto hidrata também os cabelos, atuando ainda na prevenção de pontas duplas e de queda excessiva, e no fortalecimento dos fios. Auxilia no crescimento capilar e é eficaz no tratamento contra caspa. O óleo de semente de uva pode ser misturado ao shampoo ou apenas ser massageado no couro cabeludo.
Da casca a semente, a uva pode ser aproveitada em toda as suas partes, sem nada a descartar. Isso é sustentabilidade!