Ovo orgânico, de galinha caipira, de galinhas livres ou de granja: qual o melhor para consumir?

252 Visualizações

Existem várias formas de produção de ovos e cada uma tem uma característica que é preciso conhecer para saber qual produto se encaixa mais nas necessidades de cada um.

 

O ovo é um alimento que faz parte do cardápio de grande parte dos brasileiros, devido ao seu alto valor nutritivo e também por conta da praticidade de seu uso em bolos, massas, pães e sobremesas.

Por conta da grande variedade de classificação disponível no mercado, os consumidores acabam ficando em dúvida sobre qual tipo de ovo é melhor para as suas necessidades: de granja, orgânico, de galinhas livres ou caipira…. Para compreender melhor, vamos explicar cada um deles:

Ovo orgânico

indicado para quem busca uma alimentação livre de agrotóxicos, pesticidas etc. Neste processo, tudo começa com a alimentação das galinhas, que deve ser feita com grãos orgânicos e não transgênicos. Estas galinhas também não recebem antibióticos ou qualquer substância que estimule o seu crescimento. Além disso, esses animais crescem em ambientes saudáveis, sem confinamento, o que favorece para que os seus ovos tenham três vezes mais vitamina E e até sete vezes mais vitamina A (betacaroteno). Estes dados foram divulgados pela Mother Earth News, que fez um estudo comparando os ovos das galinhas criadas em confinamento com as que vivem soltas.

Ovo de galinha caipira

um fato importante a se considerar neste produto é que nem todo ovo de galinha caipira é orgânico. Apesar de viverem livres, soltas, pode ser que essas aves não se alimentem de orgânicos. Dependendo de onde são criadas, elas podem consumir milho e soja transgênicos ou alimentos cultivados com agrotóxicos. Por ciscarem o dia todo, alimentando-se de verduras, ervas e pequenos animais que encontram pelo caminho, a sua gema tem uma coloração mais alaranjada. Uma vantagem desses ovos é que os animais não são submetidos a nenhum estresse: enquanto que uma galinha de granja bota até 300 ovos por ano, uma galinha caipira chega a produzir no máximo 80. As galinhas caipiras também podem receber antibióticos e outros medicamentos, quando existe a necessidade em tratar doenças (não como prevenção), desde que sejam prescritos por um veterinário.

Ovos de galinhas livres

este processo dispensa o uso de qualquer tipo de confinamento dos animais. Este modelo de criação é bem parecido com os modelos citados anteriormente, com as galinhas soltas, também conhecido como cage-free.  A Humane Society International (HSI) é uma organização que trabalha pelo fim da criação de galinhas em gaiolas e, segundo eles, mais de 50 empresas brasileiras anunciaram o fim da produção de ovos de galinhas que vivem confinadas antes ou a partir de 2025.

Ovo de granja

é o sistema onde as galinhas vivem presas em gaiolas, com o bico cortado, recebendo uma alimentação à base de milho e soja transgênicos. Para esta produção, são adotadas técnicas de controle de ambiente com pouca interferência humana, dieta específica e luz artificial, visando atender a produção em larga escala. Algumas empresas que adotam esta forma de criação produzem os chamados ovos enriquecidos, vitaminados e light, que são diferenciados pela alimentação que é oferecida às aves.

Como saber se um ovo está novo ou velho?

Segundo orientações da Embrapa, para saber se um ovo está novo ou velho, é só colocá-lo em uma vasilha com água e um pouco de sal. Se o ovo afundar, é novo. Se boiar, é velho. Outra forma de identificar é observando a espessura da clara. No ovo velho a clara se espalha pelo prato e a gema apresentará uma película pouco resistente, que se rompe com facilidade. O ovo novo mantém gema e clara intactas, bem presas uma à outra.