Museu mineiro recebe ovos intactos de dinossauros

447 Visualizações
Luiz Adolfo / UFTM A possibilidade de haver um embrião nos ovos de dinossauro enriquece ainda mais a importância dos achados.

Uma descoberta digna de filmes de Hollywood feita no “quintal” de nossas casas! Ovos de dinossauros foram devolvidos à cidade de Uberaba após uma longa jornada. Os resquícios dos primeiríssimos seres que habitaram o território do Brasil se encontram agora na Universidade Federal do Triangulo Mineiro (UFTM). A universidade firmou acordo com o Departamento Nacional de Produção Mineral de Minas Gerais para que os ovos fossem cedidos por tempo indeterminado à instituição.

A fim de compor a coleção do Complexo Cultural e Científico de Peirópolis da UFTM, os ovos agora encontram seu lar na instituição que possui mais de 70 anos de estudos e descobertas paleontológicas e que permitem que ela tenha uma estrutura adequada para a proteção e armazenamento do material que foi descoberto na própria cidade de Uberaba.

Os exemplares fósseis são únicos no Brasil e serão colocados em exposição para a comunidade e estudantes. Uma tomografia, que será feita em breve pelos profissionais responsáveis, conseguirá identificar que tipo de material existe dentro dos ovos. A partir dessa tomografia outros testes e análises serão feitos.

Ovos podem ser marco para estudos sobre o tema

Luiz Adolfo / UFTM Os ovos encontrados são maiores do que os de galinha e pouco menores do que os de avestruz.

A história dos ovos é envolvida em muito mistério e começou há alguns meses em Belo Horizonte. Uma pessoa não identificada entregou os ovos ao Departamento Nacional de Produção Mineral de Minas Gerais (DNPM-MG), sob o argumento de que eles teriam sido achados nas pedreiras de calcário localizadas no bairro de Ponte Alta, em Uberaba.

Essa não é a primeira descoberta feita em Ponte Alta e a região já é conhecida como a “Terra dos Dinossauros do Brasil”. Os ovos entregues por esse anônimo possuem pouco menos de 15 cm de diâmetro, sendo um deles uma esfera quase perfeita. Estima-se que eles tenham cerca de 70 milhões de anos.

O achado poderá se transformar em um marco para o estudo dos dinossauros do Brasil e talvez seja a chave para revelar o primeiro embrião fossilizado já descrito no país. Caso as pesquisas corram de maneira positiva, suas relevâncias alcançarão contundência mundial, já que é muito raro encontrar ovos com tamanha preservação. Essa descoberta é o mais completo e bem conservado registro deste tipo de fóssil feito no Brasil nos últimos 50 anos.

Curiosidades a respeito dos dinossauros

Descrito em 2008, o maior dinossauro que já habitou terras brasileiras descoberto até hoje é o Uberabatitan ribeiroi, que possuía até 24 metros de comprimento e oito metros de altura.

Uberaba encontra-se a menos de 15 Km de Peirópolis, uma cidade já consagrada nacionalmente por seus sítios paleontológicos, de onde provém cerca de 11 espécies únicas no mundo, dentre as quais quatro grupos de dinossauros já descritos.

Luiz Adolfo / UFTM Os fósseis foram divulgados para incentivar a comunidade a lutar pela preservação dos bens culturais nacionais.