Pesquisadores desenvolvem tecido biodegradável feito de chá

644 views
Universidade de Iowa/ Christopher Gannon Nova alternativa pode fomentar o conceito de moda sustentável.

Um grupo de cientistas da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, tem desenvolvido uma série de estudos com um subproduto de colônias de bactérias e leveduras, identificadas na Kombucha (bebida rica em proteínas, feita da fermentação do chá). Através das pesquisas, a equipe identificou a formação de uma matéria similar ao couro extraído de animais, originando o estudo e desenvolvimento de um novo material.

De acordo com Young-A Lee, líder da equipe, o material é composto por fibras de celulose, encontradas em consistência gelatinosa, que, separada e seca, dá origem a um novo modelo de “tecido biodegradável”. Os cientistas afirmam ainda que a descoberta conta com um ciclo de vida ainda mais sustentável do que outros modelos de tecido natural.

A ideia dos pesquisadores é de que em pouco tempo a produção do material possa ser intensificada. Até o momento, são necessárias de três a quatro semanas para desenvolvê-la, sob controle do laboratório. Além disso, a nova alternativa apresenta também um grande potencial para estimular o conceito de moda sustentável nas pessoas.

“As empresas de moda produzem novos materiais e roupas, de estação em estação, de ano após ano, para corresponder às necessidades e desejos dos consumidores. Pense para onde esses artigos, eventualmente, irão. Eles ocuparão espaços subterrâneos enormes, como qualquer outro lixo”, enfatiza Lee, ao comentar o valor que o novo material pode ter para o futuro do planeta.

A expectativa é de que a equipe encontre agora um jeito de acelerar o processo de produção. Vale destacar que protótipos de roupas, bolsas e até sapatos já foram criados pelos pesquisadores, com o objetivo de promover o novo material entre os consumidores e atrair atenção de investidores em potencial.