Desperdício de Água: Como Evitar?

6.193 Visualizações
Água
Foto: worldbank

Segundo o geólogo Pedro Jacobi, muitos ambientalistas utilizam os dados sobre a água potável do planeta de forma equivocada, criando um mito sobre a falta de água, sendo que, mesmo com o aumento da população mundial, o volume de água doce se manteve constante por muitos anos. De acordo com Jacobi o problema está na distribuição, enquanto alguns países como Brasil, Canadá, China e Rússia possuem grandes reservas de água doce, outros sofrem com a falta de água para o consumo.

Mesmo no Brasil, onde temos uma riqueza presente nos rios e nos aquíferos subterrâneos, uma parcela da população não tem acesso à água potável. O problema estaria na distribuição de água, no tratamento e na poluição das reservas de água doce que poderiam inviabilizar o consumo de água.

Então por que economizar água? Mesmo o Brasil sendo rico em recursos hídricos, boa parte desta água doce não é explorada e nem distribuída homogeneamente entre a população. A água que chega as nossas casas é tratada e demanda gastos energéticos e econômicos, gerando impacto ao meio ambiente e ao bolso do consumidor. Sejam por motivos econômicos ou ambientais evitar o desperdício de água é fundamental.

Desperdício de água no meio rural

Atualmente a agricultura é responsável por cerca de 70% do consumo de água no Brasil, devido aos métodos de irrigação, segundo pesquisas do IBOPE 2011. As áreas irrigadas produzem 40% mais produtos agrícolas do que áreas não irrigadas. A questão não é acabar com a irrigação e sim utilizar métodos eficientes que diminuam o consumo de água. Técnicas de agricultura sustentável que utilizam o gotejamento de água, por exemplo, podem economizar entre 40% à 50% de água e ter o mesmo resultado produtivo.

Irrigação
Foto: agrilifetoday

O Desperdício na Indústria

O setor industrial, apesar de consumir menos água em sua produção, é um dos setores mais poluentes, pois muitas delas não tratam a água após o seu uso, retornando para a natureza com produtos químicos poluentes. Cabe ao governo instituir leis rígidas de tratamento de resíduos industriais e fiscalizar para que as medidas sejam cumpridas.

Desperdício Doméstico

Mangueira
Foto: kables

Cada brasileiro consome em média 185 litros de água por dia, isso representa quase 20% do consumo de água no país, apesar de ser um consumo normal se comparado aos países desenvolvidos, que chegam a gastar o dobro de água diariamente, cerca de metade da população brasileira desperdiça água nos seus afazeres domésticos. Veja a seguir como evitar o desperdício de água em casa.

Dicas de economia e reutilização de água

O banheiro é o vilão doméstico do consumo excessivo de água, o vaso sanitário convencional – aquele com válvula na parede – gasta em média 30 litros de água por descarga. Para evitar este desperdício é possível utilizar vasos sanitários com caixa acoplada que gastam 15 litros de água ou ainda os vasos com caixa acoplada especiais de duas válvulas com opção de descarga de 3 litros ou 6 litros.

Vaso com caixa acoplada
Foto: raldo

A cada cinco minutos de banho 30 litros de água vão para o ralo, para poupar, além de fazer banhos rápidos, você pode reaproveitar a água do banho para lavar as calçadas. São as chamadas águas cinzas, provenientes do chuveiro, da lavanderia e das torneiras dos banheiros, que podem ser tratadas e armazenadas em uma cisterna para posterior utilização na irrigação de jardins, lavagem de automóveis e descargas sanitárias.

Ao utilizar torneiras para lavar louça, escovar os dentes, fazer a barba lembre-se de abrir só na hora de enxaguar. O uso de arejador nas torneiras também diminui o desperdício de água, o aparelho se acopla às torneiras evitando que os pingos se espalhem e introduz bolhas de ar junto à água, o seu custo varia entre R$ 20,00 à R$ 40,00 reais.

Para lavar calçadas e automóveis opte por baldes com água ao invés de mangueiras e faça manutenção nas pias e tubulações para que não ocorram vazamentos.

Não é só em casa que ocorrem desperdícios de água, cerca de 40% da água tratada se perde antes mesmo de chegar às casas, justamente por falta de manutenção e roubos do sistema de abastecimento público.

A água é responsabilidade de todos: população, governo e empresas. Os pequenos atos individuais significam muito pelo coletivo.