Confira 16 dicas para aplicar o consumo consciente no seu dia a dia

2.578 Visualizações

Estabelecido pelo governo federal, em 2009, no intuito de estimular a mudança de hábitos de consumo dos brasileiros, o Dia do Consumo Consciente é comemorado na data de 15 de outubro. A ideia é lembrar a sociedade de que nossas reservas naturais têm se esgotado por conta do nosso próprio desperdício.

Deste modo, a mudança de hábitos simples do dia a dia faz uma grande diferença quando aplicada por consumidores. Atitudes como fechar a torneira quando escovamos os dentes e evitar o desperdício de comida ajudam a diminuir o impacto que causamos.

Confira 16 dicas para você adaptar seu cotidiano a uma filosofia de vida mais sustentável.

Em casa

1. Desperdício de comida

Antes de comprar os alimentos no supermercado confira a data de validade, no intuito de saber se realmente há tempo para você consumi-los. Quando for a um restaurante self-service, só coloque no prato a quantidade de comida que você tem certeza que conseguirá comer. Divida os alimentos em porções individuais, quando for congelá-los. Seja criativo e procure aproveitar as sobras de comida em receitas novas.

fdmount Descarte de óleo de cozinha.

2. Reaproveitamento do óleo vegetal

O óleo de cozinha polui a água, impermeabiliza o solo, entope canos, e prejudica muito o funcionamento das estações de tratamento de água quando é descartado de maneira incorreta. Deste modo, procure pontos de coleta de óleo em sua cidade, pois este mesmo produto é útil para a confecção de tintas, sabão, detergentes e biodiesel.

3. Aparelhos eletrônicos

Vivemos um momento da história em que o consumo de aparelhos eletrônicos é extremamente difundido. Lançamentos são feitos várias vezes ao ano e sempre há algum gadget mais atualizado. Porém, avalie se realmente é necessária a troca dos aparelhos. Mesmo quando seu notebook ou celular quebrar procure consertá-lo antes de pensar em comprar um novo, assim você pode economizar dinheiro.

4. Reciclagem

Não deixe de separar o lixo em sua casa. Plástico, papel, vidros podem servir de matéria-prima para novos produtos. Já o resíduo orgânico se transforma em adubo.

Compras

5. Supermercado

Procure fazer uma lista com os produtos necessários, assim você não compra nada além do que realmente precisa. Isso vale principalmente para os legumes e as frutas, que estragam mais facilmente. Outra dica legal é dar preferência para produtos locais, pois se eles foram fabricados em sua região, seu transporte até o mercado emitiu menos gases nocivos a atmosfera por conta da distância menor percorrida.

6. Eletrodomésticos

Ao comprar eletrodomésticos (geladeira, microondas, máquina de lavar), dê preferência para produtos que levam o Selo Procel, do Programa Nacional de Conservação de Energia, do Ministério de Minas e Energia em parceria com o Inmetro. Ele indica os aparelhos que gastam menos eletricidade.

7. Cartão

© Depositphotos.com / olly181 Sacola sustentável.

Ao comprar alguma coisa com o cartão, a máquina oferece a opção de impressão da via do vendedor e a do consumidor. Se você não utiliza as suas vias para controle e sempre as joga no lixo, é só dizer que não precisa do seu canhoto. Deste modo, a quantidade de lixo gerado por você será um pouco menor, sem contar a tinta e o papel economizados.

8. Shopping

Existem lojas que utilizam grandes sacolas para o transporte de pequenas compras de seus consumidores. Por conta disso, o espaço dentro delas é extremamente mal utilizado. Quando for comprar roupas no shopping peça que o vendedor coloque toda os itens em uma sacola só ou peça um compartimento menor.

9. Empréstimos

Existem coisas que só são necessárias em situações pontuais. Nesses casos, a melhor coisa a se fazer é emprestar esses objetos ao invés de comprá-los. Isso vale para livros, furadeiras, ferramentas, entre outros.

Energia e água

10. Fechar a torneira

Uma torneira pingando desperdiça 46 litros de água por dia. Um minuto a menos no banho economiza de três a seis litros. Por isso procure tomar banhos rápidos, fechar o registro quando estiver se ensaboando ou escovando os dentes.

11. Descarga

Fique atento para a descarga de sua privada. Descargas de válvula podem consumir até 15 litros por vez, por isso dê preferência para caixas sanitárias.

12. Louça

Tente reaproveitar copos e pratos para que você acumule menos louça. Não é necessário pegar um copo limpo todas as vezes que você for beber água.

13. Aquecimento de alimentos

Ao invés de descongelar alimentos no microondas, por que você não aproveita as altas temperaturas do nosso país tropical para descongelá-los ao natural? Deste modo, a energia elétrica que seria utilizada pelo eletrodoméstico é economizada.

14. Disposição da cozinha

Não coloque a geladeira perto do fogão ou em lugares expostos ao sol, pois ela precisará de mais energia para gelar os alimentos.

ogalonzo Aparelho no modo stand by.

15. Stand by

Estima-se que 15% da conta de energia elétrica de uma casa vem do consumo de aparelhos em stand by. Não deixe seus eletrodomésticos ligados na tomada se não há necessidade.

16. Ar condicionado

Não use seu ar condicionado por várias horas seguidas. Durantes as noites muito quentes, programe o timer do aparelho para que ele desligue automaticamente após algumas horas.