Cientistas desenvolvem uma bateria com carga “infinita”

677 views
iStock.com / Manuel Faba Ortega Nova bateria despertou interesse das indústrias de smartphones.

Um grupo de pesquisadores da Universidade da Califórnia (UCI), localizada em Irvine, realizou recentemente uma série de testes com o objetivo de encontrar substitutos em potencial do lítio líquido retido nas baterias.

Para a surpresa da equipe, que participa de pesquisas como essa com uma certa frequência, o resultado de uma dessas amostras apresentou características incrivelmente valiosas. A combinação entre nanocabos de ouro recobertos com um gel de eletrólitos registrou uma marca impressionante que chega a ser até 400 vezes mais eficiente que uma bateria comum.

O surpreendente resultado da experiência chamou ainda mais atenção dos cientistas, uma vez que, por muito tempo inúmeros testes foram realizados com nanocabos para baterias e nunca antes identificou-se valores tão expressivos. Conhecidos como excelentes condutores e por sua grande superfície de armazenamento e transferência de elétrons, os nanocabos são também populares por sua fraca resistência a grandes recargas repetitivas.

E a descoberta veio à tona quando a doutoranda Mya Le Thai recarregou a bateria por ciclos repetitivos e observou que não havia deterioração alguma no material. Ao estender a experiência ao número de 200 mil ciclos completos, a cientista analisou novamente a bateria e, mesmo assim, o material se manteve intacto – superando em mais de 28 vezes a capacidade máxima de uma bateria padrão.

A nova bateria com carga “infinita” deve ter seus trabalhos de pesquisas intensificados para os próximos meses e anos, já que a indústria dos smartphones demonstrou grande interesse no desenvolvimento de modelos que abasteçam o setor. Os novos celulares são mais um dos equipamentos que utilizam a bateria de lítio líquido como fonte de energia, sendo foco de críticas por parte do público em razão da pequena eficiência com que duram.