O tijolo ecológico e seu benefício para o desenvolvimento sustentável

2.772 views
Tijolo de argila
Foto: wikipedia

O tijolo ecológico é mais um produto dentro do plano de desenvolvimento sustentável, que incentiva a utilização de novas técnicas e alternativas para substituir produtos e processos que agridem o meio ambiente.

Os tijolos convencionais, feitos a partir de argila (matéria mais comum), sofrem um processo de cozimento de 3 dias em fornos que utilizam combustíveis como lenha, pó de serragem e lixo. Processo que produz gases danosos ao meio ambiente.

Já os tijolos ecológicos tem um formato inovador auto-encaixável que permite um assentamento com pouca argamassa AC3, dispensando qualquer tipo de acabamento, além do rejuntamento com rejunte flexível.

Eles também possuem furos para auxiliar a rede hidráulica, elétrica e às estruturas de pilares; sua canaleta ecológica serve para verga, contra-verga e vigueta e o meio do tijolo para as laterais das portas e janelas.

Em sua fabricação, é reduzido o uso de cimento e dispensa a queima do tijolo como no final do processo dos tipos convencionais. Os tijolos ecológicos são feitos da mistura de 88% de saibro (constituição de mais ou menos 70% de areia) e 12% de cimento (6 sacos de cimento/milheiro), feitos em prensa hidráulica e curados com água. Esse processo acaba evitando a queima de 6 árvores por milheiro.

Tijolo ecológico
Foto: ecomaquinas

Além da poluição causada pela queima no processo de fabricação, o tijolo ecológico, é uma alternativa perfeita e de qualidade, que evita o aumento do desmatamento e suas consequências na natureza.

Esses produtos possuem comprovações certificadas em laboratório pelas Normas Brasileiras de Resistência à Compressão e da Absorção D’água (NBR 10836/94). Eles são itens essenciais na arquitetura e construções sustentáveis, auxiliando o desenvolvimento ecologicamente correto, além de serem financeiramente acessíveis ao bolso do consumidor.