Exposição sobre a natureza está em cartaz na Praça Victor Civita

225 Visualizações
Reprodução / Facebook Animais foram registrado em seu habitat natural.

Já faz mais de 18 anos que o fotógrafo Luciano Candisani faz registros da natureza. E 30 de suas imagens foram escolhidas para compor a exposição “Floresta Viva”. Todo o acervo vem do Legado das Águas – Reserva Votorantim, área de 31 mil hectares de Mata Atlântica, protegida pela Votorantim há mais de 50 anos, a 120 quilômetros de São Paulo.

Os visitantes poderão apreciar imagens de animais em seu habitat natural. Alguns deles são raros e outros estão ameaçados de extinção, como a primeira anta albina registrada na natureza e o cachorro-do-mato-vinagre. O nome Floresta Viva é inspirado na concepção de que uma floresta que é viva é a antítese da floresta fadada a sucumbir à falta dos animais.

As imagens foram produzidas de forma tradicional e também captadas por meio dos Estúdios da Mata, armadilhas fotográficas montadas no meio da floresta, com equipamentos de última geração, que disparam o obturador da câmera automaticamente assim que ocorre algum movimento no campo de visão da câmera.

Luciano Candisani fez cerca de 40 expedições no Legado das Águas. O trabalho com os Estúdios na Mata gerou um acervo com mais de 400 fotografias. Usando o método tradicional, outras 65 espécies foram registradas em ambiente natural.

Serviço:
Evento: Exposição Floresta Viva
Data: até 13 de setembro
Horário: das 8h às 18h
Local: Praça Victor Civita – R. Sumidouro, 580, Pinheiros, São Paulo