4 plantas ameaçadas de extinção no mundo

Ação humana é o principal motivo pelos qual algumas espécies estão ameaçadas de extinção

28 de maio de 2016
publicado por
Redação

iStock.com / baphotte Aquecimento global e a ação do homem ameaçam várias espécies de plantas.

A exploração indevida de recursos naturais, a poluição, o desmatamento, a destruição do habitat dos animais e a introdução de novos predadores são algumas das causas da extinção de centenas de diversas espécies da fauna mundial.

Hoje existem mais ou menos 1.756 espécies de plantas endêmicas, sendo que 345 correm risco de extinção e o principal motivo, segundo pesquisadores, é a ação humana.

Essa pesquisa foi realizada pelo Royal Botanic Grandens Kew e pelo Museu de História Natural, que tirou como base os dados da lista vermelha de espécies ameaçadas, elaborada pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUNC). Essa lista vermelha foi ampliada, incluindo novas informações sobre plantas, sua localização e as causas das ameaças.

Existem muitos países com plantas em perigo, como Portugal, Estados Unidos, África do Sul e Filipinas e muitos outros. Sendo assim, vamos conhecer algumas delas plantas, sua origem e por que estão ameaças de extinção.

Azevinho

É um arbusto de folha persistente da família das Aquifoliaceae, cultivado normalmente para efeitos ornamentais devido aos seus frutos vermelhos. Seu crescimento é muito lento, atingindo uma altura quando adulta de 4 a 6 metros, e pode viver 100 anos ou mais.

Nativa em quase toda Europa, Norte da África e Sudoeste da Ásia, essa espécie enfrenta uma grande ameaça de extinção em Portugal, mesmo sua colheita sendo proibida. Esse problema está acontecendo devido à excessiva procura para fins ornamentais durante o Natal.

iStock.com / VogelSP Irisette branco

Irisette branco

Também chamada de Sisyrinchium dichotomum, está é uma espécie rara de planta com flor da família de íris. Nativa da Carolina do Norte e Carolina do Sul, nos Estados Unidos, é distribuída nas montanhas e sua altura chega a 40 centímetros. As principais causas de sua extinção incluem o desmatamento, construção de estrada e fragmentação do habitat.

Baobá

Conhecida como embondeiros, imbondeiros ou calabaceiras, esta é a única espécie de Adansonia que ocorre no continente africano, podendo ser encontrada em savanas quentes e secas. O baobá pode viver milhares de anos, por possuir um grande tronco que armazena água. Apenas a cada três meses brotam folhas; no resto do tempo, se assemelha a um tronco seco.

Sua extinção pode acontecer devido uma combinação de fatores como incêndios florestais, aquecimento climático, desmatamento e a necessidade de terras agrícolas. Considerada a árvore mais antiga da Terra, o baobá também pode ser encontrado no Brasil, principalmente em Recife.

iStock.com / joloei Flor de Jade

Flor de Jade

A Strongylodon macrobotrys é uma espécie de leguminosa perene, nativa das florestas tropicais das Filipinas. Esse tipo de trepadeira possui hastes que podem chegar a até 18 metros de comprimento e três folhas e flores raras em forma de garras com cores que misturam o azul e o verde. Este é o motivo pelo qual a planta ganhou o nome de Jade – a pedra preciosa que traz essa mistura de cores.

Essa planta é considerada por muitos botânicos a mais linda do mundo. Por ser muito difícil de se propagar, a trepadeira-Jade está desaparecendo devido à destruição de seu habitat e intensa diminuição do poder polinizador natural.