Como fazer um aquecedor solar caseiro de garrafa PET?

Utilize a energia solar, fonte renovável de energia, e tome um banho tranquilo e agradável, mas com a consciência tranquila

29 de novembro de 2013
publicado por
Redação

A energia solar é considerada uma fonte de energia limpa, pois não polui o meio ambiente. Apesar de trazer benefícios tanto para a natureza quanto para seu bolso, ela ainda é pouco explorada por conta do alto custo de implantação.

Porém, você pode arregaçar as mangas e aprender a como fazer um aquecedor solar caseiro e garantir água quente no chuveiro com custo baixo. Para isso, garrafas PET entram em cena e substituem as placas fotovoltaicas, painéis que geralmente são instalados no telhado de casas e edifícios.

O aquecedor solar de garrafa PET foi desenvolvido pelo aposentado catarinense José Alcino Alano e a ideia ganhou um prêmio de Ecologia em 2004.

Materiais

• 60 garrafas PET transparentes de 2 litros;

• 50 embalagens vazias longa vida de 1 litro;

• 11 m de canos de PVC de 20 mm e 1/2 polegada;

• 20 conexões T em PVC de 20 mm e 1/2 polegada;

• 1 fita de autofusão ou borracha de câmara de ar;

• 1 litro de tinta fosca preta;

• 1 luva;

• 1 estilete;

• 1 cano de PVC de 100 mm com 70 cm de comprimento para molde do corte das garrafas PET;

• 1 martelo de borracha;

• 1 lixa d’água n°100;

• 1 cola para tubos de PVC;

• 1 arco de serra;

• 1 tábua de madeira com no mínimo 120 mm de comprimento;

• 5 pregos;

• 1 ripa pequena com aproximadamente 15 cm de comprimento;

• 1 fita crepe com largura de 19 mm;

• 4 conexões L (luvas) de PVC de 20 mm e 1/2 polegada;

• 2 tampões de PVC de 20 mm e 1/2 polegada.

Passo a passo

Corte o cano de PVC em 30 cm. Em seguida, faça um corte vertical no meio do cano, usando-o como molde e encaixe as garrafas dentro dele, cortando o fundo delas no mesmo tamanho do cano;

Abra as embalagens longa vida sem cortá-las. Faça cortes diagonais nas pontas para que a caixa entre dentro da garrafa;

Pinte as embalagens longa vida com a tinta preta fosca;

Corte os tubos de PVC (eles devem ter 100 cm cada). Lixe as pontas do tubo para retirar rebarbas e isole as extremidades com fita crepe. Em seguida, pinte-os de preto;

Para o barramento superior, utilize 5 tubos T e 5 tubos de 20 mm cortados em 8,5 cm de comprimento. Cole um tubo T a um tubo normal e vá intercalando. Não é necessário pintá-los;

Para o barramento inferior repita o processo acima, mas não use a cola de PVC, e sim o martelo de borracha para encaixá-los. Dê batidas leves até fixar;

Coloque cinco garrafas PET (uma dentro da outra) dentro dos tubos que foram pintados e verifique se o encaixe está perfeito. Não se esqueça de retirar a fita crepe das extremidades;

Feito o teste, conecte os canos no barramento superior. Insira uma garrafa PET e forre-a com uma embalagem longa vida (a parte pintada deve ficar para cima). Repita o processo até que complete cinco garrafas;

Encaixe o barramento inferior na outra extremidade do cano e use o martelo para fixá-lo melhor;

Certifique-se que tudo está alinhado e vede o bocal da garrafa com a fita de autofusão;

Com todos os módulos prontos, leve-os para o telhado. Eles devem ser posicionados da melhor forma para absorver mais radiação solar;

Conecte o aquecedor de PET à caixa d’água. Serão necessárias algumas modificações na caixa d’água para os tubos do aquecedor, do retorno da água quente e do misturador. Esses orifícios variam conforme o tamanho de cada caixa d’água.