Home > Decoração > Iniciativa aposta em materiais reciclados para criar artigos de decoração

Iniciativa aposta em materiais reciclados para criar artigos de decoração

Ekoar’T atua desde 2014 e atende regiões de Pernambuco, com planos de expansão para outros estados

15 de janeiro de 2016
publicado por
Redação

EkoAr’t “A nossa característica e principal objetivo é desenvolver produtos de qualidade com preços acessíveis”, diz o artesão Hélder Gadelha.

É fácil perceber os efeitos nocivos da relação do consumo intenso da sociedade ocidental com o meio ambiente. Segundo relatório do Fundo Mundial para a Natureza (WWF), o Brasil ocupa o quarto lugar entre os principais países emissores de gases do efeito estufa.

Para controlar tais impactos, no entanto, empresas e pessoas têm pensado no desenvolvimento sustentável como uma necessidade, como a Ekoar’T, que transforma resíduos reciclados em objetos de decoração para a casa. “A nossa ideia é completamente voltada à transformação do lixo“, conta o artesão Hélder Gadelha de Melo, 20, ao Pensamento Verde.

Gadelha lembra que a ideia surgiu de um projeto pessoal de ter o próprio lixo como matéria-prima para os artigos de decoração da casa, mas com a ajuda do arquiteto e amigo Danyel Melo, 32, a iniciativa se transformou em um empreendimento sustentável.

Desde 2014, a Ekoar’T desenvolve produtos sustentáveis e usa as redes sociais como principal meio de divulgação. “Há muita gente apoiando, elogiando e adquirindo os produtos”, disse. No meio do caminho, no entanto, o artesão e o arquiteto encontraram algumas dificuldades, principalmente no teste dos produtos, para encontrar meios de oferecer artigos que, além de sustentáveis, apresentassem qualidade e atendesse ao gosto dos consumidores. “Independentemente das dificuldades, o que nos motivou e motiva é que somos apaixonados pela produção”, completou.

Reciclagem se transforma em objetos variados

No portfólio de produtos, é possível encontrar poltronas, sofás, mesas, cadeiras, mesas de cabeceira, mesa de centro, estrutura para cama e utensílios de decoração, que utilizam todos os tipos de materiais reciclados e madeiras tratadas em sua composição. Além disso, a empresa oferece artigos para ambientes planejados.

Uma mesinha de cabeceira, desenvolvida a partir de caixote de feira e parte de garrafão de água, custa R$ 150, por exemplo. Um abajur, feito de palito de picolé e bolinhas de gude, custa em média R$ 75. Os preços para móveis planejados variam de acordo com as características do ambiente.

Atualmente, a empresa atende algumas regiões de Pernambuco, mas pretende expandir o negócio e fazer entregas em outros estados.