Tinta ecológica: como fazer?

293 Visualizações

Muito em função da falta de orientação por parte de fabricantes e comerciantes de tintas a seus clientes, o descarte de tintas convencionais pode gerar sérios problemas ao meio ambiente.

Resíduos de tintas, solventes e vernizes, podem ser absorvidos pelo solo, o que poderia acarretar na contaminação do lençol freático ou até mesmo se o material tóxico for descartado em pias, bueiros e tanques, a rede fluvial acabaria sendo contaminada. Uma excelente alternativa é fazer o uso de tintas ecológicas, como a tinta criada a partir de terra.

Receita

O Projeto Cores de Terra, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), disponibilizou uma receita que instrui a fazer tinta à base de terra. O colorante pode servir para ser um aliado na redução do uso das tintas comuns no mercado, que contém altas quantias de produtos químicos em suas composições. Veja como fazer:

Ingredientes

  • Pigmentos como areia, urucum, açafrão ou diferentes tonalidades do solo a serem usados na obtenção da cor desejada.
  • Uma lata vazia de tinta de 3,6L
  • 10L de água
  • 1Kg de cola branca
  • 8 à 5Kg de terra argilosa.

Atenção: Não usar terra de formigueiro ou cupim.

Modo de Preparo:

Primeiro, misture a água com a terra. Depois, usando uma peneira fina, transfira a mistura e acrescente a cola branca aos poucos (sempre misturando bem). Feito isto, coloque a cor do pigmento desejado até obter a cor esperada. Pronto, sua tinta estará finalizada!

Dicas: Caso queira utilizar a tinta com uma consistência mais grossa, não utilize a peneira e acrescente a cola branca diretamente. Se quiser utilizar uma tinta mais fina, passe a mistura pela peneira por duas vezes ou até obter a consistência desejada. É indicado que se faça um teste pintando pequenas áreas para ter certeza que a tonalidade e textura da tinha são as esperadas.

A alternativa traz grandes vantagens ambientais, uma lata de tinta chega a cobrir de 70 a 90m², o que é rentável já que seu custo equivale a um valor 70% mais barato que a tinta convencional. Além da tinta à base de terra, um modelo de tinta à base soja também pode ser uma boa alternativa para se investir e ajudar o meio ambiente.