Tecnologia de potes biodegradáveis ganha prêmio de sustentabilidade

1.018 Visualizações
Tubetes
Foto: bioegreen

Ações relacionadas à sustentabilidade estão ao alcance da sociedade através de práticas de coleta seletiva, dicas de reciclagem e reutilização de matérias recicláveis. Entretanto, mais do que saber como gerenciar a demanda de resíduos, é importante também escolher produtos feitos de materiais os quais possuem rápida absorção no meio ambiente. Uma novidade no mercado são os recipientes orgânicos produzidos com matéria prima natural.

Os tubetes biodegradáveis são produzidos a partir do bagaço de cana de açúcar, fibras de coco, carauá, cascas de arroz e café, as quais se decompõem no solo facilmente além de atuarem como fertilizantes para os vegetais. Esses vasos e bandejas sustentáveis são utilizados geralmente para acomodar sementes a fim de torná-las mudas de plantas. Diferente dos potes de plásticos que demoram em media 500 anos para se decompor, os tubetes biodegradáveis são absorvidos pela terra em praticamente dois anos.

Tubetes
Foto: bioegreen

De acordo com Walter Dreifus, gerente administrativo da Bio&Green, empresa idealizadora dos tubetes biodegradáveis a qual foi vencedora do 3º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade na categoria Microempresa, “o produto pretende reduzir impactos ambientais pois reaproveita elementos da natureza”.

A empresa busca matéria-prima do interior do estado de São Paulo para produzir os tubetes biodegradáveis no bairro da Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo. A ideia é expandir a produção em outros bairros e começar a levar o produto para os demais estados brasileiros. Além dos vasos a empresa produz recipientes para alimentação com a mesma tecnologia.

3° Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade

Ano: 2013

Empresa: Bio&Green

Ação: Produção de tubetes biodegradáveis de germinação e plantio a partir de resíduos industriais