Relatório aponta que empresas devem causar impacto ambiental positivo

840 Visualizações
© Depositphotos.com / weerapat Economia verde.

Atualmente, diversos empreendimentos, ligados a vários setores do mercado, procuram desenvolver atividades e produtos ecologicamente amigáveis, porém, tais criações também são responsáveis por impactar o meio ambiente, mesmo que numa escala um pouco menor. Refutando a conduta de degradação mínima, o documento intitulado como Net Positive: A new way of doing business sugere uma mudança, isto é, aconselha que todas as companhias espalhadas pelo mundo busquem elaborar itens e serviços capazes de beneficiar a natureza.

“Muitas companhias reconhecem que precisam encontrar novos caminhos para fazer negócios hoje em dia, quando a economia global, ecologia, o clima e as aspirações do público mudam rapidamente”, revela a publicação. Sendo assim, o texto indica que as empresas que compreenderem melhor essa realidade serão aquelas com as marcas mais valiosas, com desempenho de qualidade elevada e que atrairão os profissionais mais talentosos.

Produzido através de uma parceria entre a organização não governamental WWF, Forum for the Future e The Climate Group, o relatório estabelece alguns princípios para que as corporações possam neutralizar os danos ambientais causados por seus procedimentos. Inicialmente, o empreendimento deve ter impacto positivo nas áreas de seus materiais chave e saber que estes resultados são claramente demonstráveis, se não mensuráveis. Além disso, é necessário apresentar boas práticas em responsabilidade social e sustentabilidade corporativa.

Realizar investimentos na inovação em produtos, competir em novos mercados e trabalhar em toda a cadeia de valores também são iniciativas recomendadas. No entanto, não é possível alcançar o impacto positivo sem grandes mudanças em aspectos como abordagem e resultados, pelo menos por meio dos modelos mais tradicionais de se conduzir negócios.

gaelx Consumo sustentável.

A publicação ainda ressalta que nenhum efeito líquido positivo compensa perdas naturais inaceitáveis e insubstituíveis, o mesmo vale para maus-tratos a indivíduos ou comunidades, pois, todas as informações reportadas devem ser transparentes, consistentes e autênticas. Para conseguir um nível de eficácia mais alto, acordos entre organizações e o aproveitamento de cada oportunidade para agir em prol do meio ambiente são algumas maneiras indicadas.

As empresas engajam publicamente ao influenciar a política para mudanças ecologicamente benéficas e, como consequência disso, podem incluir as comunidades envolvidas nos processos de criação de impactos sociais e ambientais positivos, afirma o relatório. Para finalizar, é requisitada a aplicação de volumosos métodos de restauração ambiental e que abranjam carências de âmbito social.