Refinaria de alumínio projeta sistema de redução de impactos ambientais

541 views
Alumínio
Foto: alumar

O Consórcio de Alumínio do Maranhão (ALUMAR), uma produtora de alumínio, percebeu que poderia reutilizar efluentes – água com compostos químicos despejadas na natureza – provenientes de outras fábricas para dar continuidade na produção de seus próprios materiais. Pensando nisso o Consórcio criou o projeto “Pegada Hídrica”, que reaproveita os efluentes industriais de uma empresa cervejeira de São Luis (MA) para evitar a extração de águas limpas de outros reservatórios. O objetivo, tendo como base dados de 2005, é poupar cerca de 10% de água da região até 2020 e 25% até 2030.

A parceria sustentável é realizada em conjunto com a ETEI (Estação de Tratamento de Efluentes Industriais) de uma fábrica de cervejas vizinha à ALUMAR, que fornece o efluente para o Consórcio o qual emprega na Área de Resíduo de Bauxita, refinaria do óxido de alumínio. Portanto, todo dejeto gerado pela cervejaria, anteriormente descartado no Rio Pedrinhas, agora é viabilizado para essa área específica a fim de atender a demanda hídrica da refinaria, a qual utiliza a água para produzir alumínio e resfriar equipamentos. Devido o fluxo de produção da cervejaria ser sazonal, quando há aumento de produção, a vazão do efluente chega a atingir 65% de toda a água doce reutilizada.

Liderada pelo engenheiro Adonay Souza, o projeto ganhou reconhecimento na última edição do Benchmarking Brasil 2013, prêmio realizado pelo Instituto Mais que destaca ações empresariais de sustentabilidade.

Empresa: Consórcio de Alumínio do Maranhão

Case: Redução da Pegada Hídrica por meio de parceria sustentável entre empresas para utilização de efluentes industriais no processo produtivo

Responsável: Adonay M. Souza, Supervisor de Engenharia