Produtora de alumínio implementa programa para diminuir emissão de CO²

550 views
© Depositphotos.com / stevanovicigor Poluição.

Buscando um processo apoiado na sustentabilidade, a Alumar, um dos maiores complexos de produção de alumínio primário e alumina do mundo, estabeleceu como uma de suas metas estratégicas a redução das emissões de CO2 ou CO2e, tendo em vista a problemática do agravamento do Efeito Estufa no planeta Terra. Devido à iniciativa, o a corporação recebeu o selo de sustentabilidade do Programa Benchmarking Brasil 2014, criado pelo Instituto Mais.

A engenharia de processo da Sala de Cubas focou esforços no controle de alimentação das cubas eletrolíticas com o intuito de reduzir o tempo de efeito anódico, fenômeno no qual há geração de PFC’s (polifluorcarbonos), responsáveis por agravar a situação do efeito estufa na atmosfera.

O indicador que quantifica o tempo de efeito anódico nas células eletrolíticas, e que apresenta correlação direta com as emissões de CF4 e C2F6, mostrou significativa redução, apresentando recorde histórico da planta e entre todas as localidades da companhia, em outubro de 2013.

A redução das emissões desses gases produzidos foi de 78% em 2013, comparando-se com o ano de 2011, e de 69% com relação a 2012, o que demonstra que a melhoria no último ano foi a mais significativa.

Empresa: ALUMAR – Consórcio de Alumínio do Maranhão

Case: Redução de Emissões de GEE

Responsável: Anna Neves

Este case foi certificado pelo Programa Benchmarking Brasil, edição 2014.