França dá dinheiro para quem vai trabalhar de bike

542 views
iStockphoto.com / Issaurinko Projeto teve a inscrição de 380 pessoas.

Em 2014, o Ministério do Transporte francês inovou e chamou a atenção do mundo todo ao anunciar o subsídio aos trabalhadores que fossem de bicicleta para o trabalho. A iniciativa que prevê o pagamento de 0,25 euro por quilômetro se revelou uma importante aliada no incentivo ao uso do meio de transporte na rua. Segundo os resultados oficiais, em cinco meses, houve um aumento de 50% do uso de bike nas ruas do país.

Os dados mostram que a porcentagem dos que utilizaram a bicicleta para ir de casa para o trabalho entre os 8.000 funcionários das 18 empresas que voluntariamente participaram do estudo subiu entre o dia 1º de junho e 1º de novembro do ano passado, indo de 2% para 3,6%.

Franceses abraçaram o projeto

Ao todo, 380 pessoas se inscreveram para receber a “indenização” por se deslocar de bicicleta. Outras 39, que também utilizaram o meio de transporte, preferiram guardar a parte do abono para transporte público que a empresa tem que lhes pagar.

A adesão ao experimento foi realizada por meio de um formulário no qual o trabalhador se comprometia a realizar os trajetos para o trabalho de bicicleta. No documento, era preciso especificar quantas vezes ele fez isso no mês e qual era a distância percorrida.

Resultados foram positivos

De acordo com o Ministério, a distância média declarada era de pouco mais de cinco quilômetros. O número é superior aos 3,4 quilômetros registrados em uma pesquisa de 2008, que serviu como referência. Além disso, um terço dos novos ciclistas também aumentou a utilização da bicicleta para outros usos, como ir fazer compras.

A quilometragem era conferida pelas próprias empresas, que declararam que não tiveram muitas dificuldades para verificar as distâncias percorridas e nem constataram abusos. No entanto, ressaltaram que entre os principais obstáculos observados para o uso deste meio de transporte, estão as más condições meteorológicas.

Para o Ministério de Ecologia, além de menos carros no trânsito, o resultado é uma garantia na melhora da saúde da população, já que o risco de doenças diminui quando há uma atividade física constante.