O filtro de barro e a qualidade da água potável

1.660 views
água engarrafada
Foto: noticias.uol

Tendo em vista que a grande maioria das doenças intestinais do mundo tem relação imediata com água contaminada, cada vez mais a população mundial precisa ter acesso a fontes de água potável, que pode ser obtida de duas formas: por fontes naturais e poços artesianos ou através de processos de purificação.

A água encanada passa por processos de purificação e muitas residências instalam um filtro diretamente na torneira para poder consumir a água que vem da rede de abastecimento urbana. Mas, além disso, existem bebedouros modernos que utilizam galões de 20 litros que podem ser repostos e filtrados novamente.

Durante muitos anos, esses tipos de filtros, que funcionam de maneira mais veloz, foram substituindo os clássicos e populares filtros de barros nas residências brasileiras. Embora ele não tenha praticamente nenhuma tecnologia moderna empregada, o filtro de barro é uma das melhores opções para tomar água fresca de qualidade.

Filtro de barro
Foto: pragmatismopolitico

De acordo com o estudo de Colin Ingram, os filtros com câmara de filtragem de cerâmica são muito eficazes na retenção de cloro, pesticidas, ferro, alumínio, chumbo (95% de retenção) e ainda retém 99% de Criptosporidiose, um parasita causador de doenças.

Nesse sistema, a água passa lentamente pelo filtro localizado na parte superior e goteja no reservatório (parte inferior). Como o processo é mais demorado e a pressão exercida pelo fluxo de água não é tão intensa quanto nos filtros de torneira ou de bebedouros, sendo assim, o filtro consegue reter os micro-organismos e sedimentos.

O filtro de barro brasileiro é considerado o mais eficiente do mundo. Tendo em vista que os outros filtros não impedem tão bem a passagem de substâncias perigosas como o arsênio e o excesso de flúor presente na água encanada. Além disso, os filtros de barro são bem mais baratos que os outros tornando o produto com um excelente custo/benefício.