Custando US$ 10 mil, carro movido a ar é opção não poluente para metrópoles

522 Visualizações

O inventor francês, Guy Nègre, apostou no modelo que usa apenas ar comprimido e, portanto, é ainda mais ecológico do que os modelos elétricos, muito em alta entre os investimentos das grandes montadoras. Nègre trabalha neste projeto em parceria com a empresa de desenvolvimento tecnológico MDI já há duas décadas.

Após receber um investimento de US$ 5 milhões por um licenciamento nos EUA, o projeto ganhou grande visibilidade. O AIRPod tem sua tecnologia focada para rodar nas cidades. Ele é capaz de contribuir para a melhoria da qualidade do ar e para a mobilidade urbana graças a sua tecnologia a base de ar e ao seu design.

Os criadores compreenderam que o preço deveria ser acessível para que a tecnologia pudesse ir rapidamente para as ruas. Nos EUA, ele deverá ser comercializado por US$ 10 mil. A empresa norte-americana Zero Pollution Motors, responsável por financiar o projeto, pretende criar um novo tipo de negócio. A ideia é que pequenas fábricas contenham não somente a linha de produção como espaço para o comércio dos veículos. Isso reduziria uma série de gastos com logística e também os impactos ambientais deste transporte.

O AIRPod tem capacidade de transportar até três pessoas. Ele pesa apenas 217kg e chega a 80 km/h. Consegue rodar até 128 quilômetros e pode ser abastecido em qualquer posto que possua uma máquina de ar comprimido. Seu abastecimento não leva mais do que cinco minutos. Prático, barato e amigo do meio ambiente!

Confira algumas fotos do AIRPod:

Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação