Aspirador de poluição é criado para melhorar a qualidade do ar em Pequim

428 Visualizações
Poluição na China
Foto: reuters

Depois de presenciar uma fumaça tóxica que atingiu a população a ponto de dificultar a visão de pedestres e motoristas, durante uma viagem à capital chinesa no mês passado, Daan Roosegaarde, designer holandês, teve a ideia de elaborar um produto feito com bobinas de cobre para neutralizar a ação desses poluentes.

O designer contou ao portal Dzeen que criou primeiro esse protótipo em parceria com pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Deft. O teste foi realizado em uma sala cheia de fumaça, com de 5 x 5 metros. A tecnologia foi capaz de criar um buraco livre de poluição de cerca de um metro cúbico. O objetivo no momento é aumentar a escala do resultado para áreas externas.

Para que isso funcione as bobinas são enterradas no solo e o sistema funcionará com a força eletrostática, ou seja, atraindo as partículas de poluição do ar. De acordo com Roosegaarde, “a máquina é capaz de criar espaços de até 60 metros de ar puro, permitindo que as pessoas possam ver o sol novamente”.

O governo chinês firmou uma espécie de acordo para implantar o aspirador em parques da capital. A previsão é de que o aspirador comece a funcionar na cidade até abril de 2015, quando terminam as fases de teste. A invenção é uma alternativa para reduzir o índice de doenças respiratórias na região, mas ainda não resolve o problema das grandes taxas de emissão de poluentes.

Veja neste vídeo uma demonstração de como o aspirador cria estes espaços de ar puro: