A importância da reutilização de materiais na construção civil

4.218 Visualizações
Entulho de construção
Foto: ecolandsolution

Ao construir um novo imóvel em um local onde já havia uma habitação é necessário realizar a demolição ou desconstrução. E os resíduos que sobram da casa anterior, para onde vão? Geralmente são jogados em caçambas e destinados aos aterros e lixões. Esses materiais poderiam ser reaproveitados em outras construções.

A reutilização de materiais na construção civil visa transformar telhas, tijolos, pisos e demais materiais em produtos que possam ser utilizados em outras construções, com o intuito de reciclar e garantir a sustentabilidade ambiental. Só no Brasil, metade do material de demolição, cerca de 850 mil toneladas de entulho por mês é jogado em aterros e lixões, enquanto no Japão são desperdiçados apenas seis mil por ano.

O material pode ser vendido para outras construções, aplicados em obras públicas e ainda em construção e conservação de estradas. O reaproveitamento ainda ajuda a reduzir o uso de matérias-primas para confecção dos materiais, reduzir o lixo nos aterros e diminuir os resíduos em construções, fatores que ajudam a reduzir o impacto ambiental.

A reciclagem ou reutilização de materiais pode ser feita com o auxílio de máquinas trituradoras, que transformam o resíduo em pó. O pó é misturado em aglomerante – material que tem a função de ligar as substâncias –, formando uma argamassa, que é utilizada em diversas construções. O piso, por exemplo, pode ser quebrado e transformado em cacos, que são usados em quintais.

Painéis de palha para construções pré-fabricadas
Material de construção sustentável: Painéis de palha. Foto: asboasnovas

Para fazer o reaproveitamento dos materiais é preciso que a obra seja desmontada e não demolida, encarecendo o custo. Desta forma o método ainda é pouco usado no Brasil. A técnica exige um cuidado especial com as peças, armazenagem correta e saber quais materiais devem e podem ser reaproveitados. Alguns materiais não são viáveis para o reuso, como a telha de amianto, que perde a resistência depois de um tempo e os vidros, pois se estilhaçam com muita facilidade.

A construção sustentável é uma tendência que vem crescendo em todo o mundo. O primeiro passo deve ser dado pelos governos municipais, na aplicação em suas obras e edificações. Desta forma, o desperdício de materiais será evitado e o ambiente preservado.