Projeto Ubuntu foca na união para transformar o mundo

83 Visualizações

O que você quer mudar no mundo hoje? A transformação em um lugar melhor para se viver está nas mãos de cada cidadão e é essa a proposta trazida pela marca social de vestuário Ubuntu.

Ubuntu é uma filosofia africana sustentada pelos pilares do respeito e da solidariedade e cuja palavra significa  “Eu sou porque nós somos”.

A marca atua com a venda de camisetas e 50% da renda arrecadada é destinada à instituições sociais. Já os outros 50% são encaminhados para manutenção e ampliação da marca, que visa atingir o mundo todo.

O projeto teve a ideia despertada durante uma viagem à África do Sul. “A autora do projeto estava em busca de um propósito para a sua vida e, em sua busca, ela foi até a África do Sul trabalhar com crianças carentes. Lá, foi apresentada a filosofia Ubuntu, que trata da importância das alianças e do relacionamento das pessoas, umas com as outras”, conta a assessora de imprensa da marca, Izabela Vasconcelos. “Esta filosofia articula um respeito básico pelos outros, enfatizando a necessidade da união e do consenso nas tomadas de decisão, bem como na ética humanitária”, completa.

Após o término da experiência, ficou a constatação de que o mundo é realmente melhor quando vemos, ouvimos e sentimos verdadeiramente o próximo. “Na volta da viagem, a cidade era a mesma, as pessoas eram as mesmas, mas o que havia mudado era a sua visão e a forma como ela via a mesma cidade e as mesmas pessoas”, fala Izabela.

Aliar a filosofia Ubuntu à moda foi uma forma de expressar a essência e a qual tribo o usuário da marca pertence. “Quem veste Ubuntu é uma pessoa que quer fazer do mundo um lugar melhor, com união e ajudando as outras pessoas”, ressalta a assessora.

Como participar do projeto

Ao adquirir qualquer produto à venda no site  www.nossomosubuntu.com, o comprador contribuirá com o trabalho de três instituições, localizadas na região de Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Uma delas é a Associação Beneficente Razão de Viver, que atende crianças e pré-adolescentes. A segunda organização é a Comunidade Terapêutica Viver Livre, que atua na recuperação de adultos com dependência química e de álcool, e a última é a Fundação Lar da 3ª Idade Padre Antônio Dias,  voltada aos cuidados com os idosos. “Optamos por estas instituições porque, além de serem sérias e muito organizadas, abrangem as três fases da vida e acreditamos que em todas elas o ser humano precisa de ajuda”, explica Izabela. “A ajuda é financeira, pois detectamos essa necessidade nas instituições. Muitas vezes, elas recebem doações de roupa, alimento, mas o financeiro sempre é uma dificuldade, porque como todos os seres, precisam pagar suas contas e fazer investimentos para evoluir”, acrescenta.

O público é convidado a contribuir com outras ações que podem somar ao projeto. “As pessoas podem participar também compartilhando a mensagem em suas redes sociais, para os seus amigos, fazendo o ato de dar um bom dia, um sorriso… Com cada pequeno ato de humanidade já está ajudando o projeto Ubuntu de tornar o mundo um lugar melhor”, conclui Izabela.