Tartaruga ganha casco feito por impressora 3D

720 views
Fonte: Huffingtonpost O novo casco vai ajudar a proteger o corpo da tartaruga, que sofre de uma condição conhecida como “piramidização”.

Certamente você já viu alguma notícia sobre as infinitas possiblidades das impressoras 3D. De casas a próteses médicas, é possível criar várias soluções com um custo muito inferior aos modelos fabricados com as matérias-primas tradicionais.

A novidade da vez é que os administradores do Canyon Critters Reptile Rescue, no estado norte-americano Colorado, criaram um casco de tartaruga em uma impressora 3D.

A beneficiada pela iniciativa foi uma simpática tartaruga chamada Cleópatra que sofre de uma doença conhecida como “piramidização” ou também “pico” no casco. Esta característica faz com que a concha que protege seu corpo cresça de forma não uniforme, criando justamente “picos” que se assemelham às pirâmides do Egito. Com o tempo, esta deformidade foi agravada pelo contato com outras tartarugas e alguns ferimentos surgiram no casco.

Fonte: Huffingtonpost A prótese é utilizada somente quando ela está na presença de outros animais.

Pensando em ajudar o animal, o proprietário do Canyon Critters Reptile Rescue, Nico Novelli, decidiu pela prótese de casco feita por uma impressora 3D. A solução foi entrar em contato com a Universidade Técnica do Colorado e apresentar a ideia. Foi então que o estudante Roger Henry se interessou e assinou o desenho do novo casco. Para Henry, foi “uma sensação muito boa ajudar o animal”, por saber que seu trabalho fará a diferença na vida de Cleópatra.

O casco feito por impressora 3D é utilizado por Cleópatra somente  quando há a presença de outras tartarugas, ou seja, quando está sozinha não é preciso usar a prótese. A ideia é que os ferimentos melhorem com o tempo e o casco cresça novamente e na forma correta, diminuindo o efeito de piramidização.

Resultados positivos

A iniciativa de Novelli teve um efeito na região onde o instituto está localizado, na cidade de Denver.  Várias pessoas ficaram sabendo da novidade pela imprensa e procuraram o local em busca de uma solução parecida para seus animais de estimação.

Porém, Nico faz um alerta para que as pessoas alimentem corretamente as tartarugas e evitem que situações deste tipo se agravem. Além disso, seu retorno à natureza é ainda mais complicado quando os cuidados necessários não são realizados da maneira correta.

Fonte: Huffington Post
Fonte: Huffington Post
Fonte: Huffington Post