Segundo volume morto do Sistema Cantareira pode se tornar uma “pré-tragédia”

468 views
Reprodução/GloboNews Represa Atibainha.

A falta de chuvas continua a agravar a situação de São Paulo em relação ao abastecimento de água. Vicente Andreu Guillo, presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), afirmou durante um debate na Assembleia Legislativa de São Paulo, nesta terça-feira (21) que a utilização da segunda cota do volume morto (água localizada no fundo das represas) do Sistema Cantareira é a “pré-tragédia”.

“(A Sabesp) quer retirar o segundo volume morto, que é a pré-tragédia. Mas não há alternativa para São Paulo que não seja chover ou tirar água do volume morto do Cantareira”, disse.

De acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o manancial está com apenas 3,3% da capacidade total. Na última sexta-feira, a concessionária fez um pedido que foi pela ANA para retirar mais 106 bilhões de litros da reserva profunda dos reservatórios, a fim de continuar com o abastecimento dentro da normalidade. Porém, a companhia ainda precisa do aval do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE).

Guillo ainda disse que a Sabesp esgotou quase que totalmente os 182,5 bilhões de litros da primeira parte do volume morto, captado desde maio. Ele ainda afirmou que a empresa já utilizou a água da segunda reserva na Represa Atibainha, em Nazaré Paulista. O presidente da ANA completou informando que a utilização da terceira reserva será tecnicamente complicada e que “se a crise se acentuar, é bom que a população saiba, não haverá alternativa a não ser ir no lodo”.

O Sistema Cantareira abastece um terço da população da Grande São Paulo (6,5 milhões de pessoas). A primeira parte do volume morto começou a ser utilizada em maio deste ano, quando a reserva se encontrava em 8,2%.

Porém, mesmo com a situação complicada, o atual governador Geraldo Alckmin garantiu o abastecimento de água. “Nós já passamos o período da seca, já entramos na primavera, nem entramos na segunda reserva técnica e temos uma terceira reserva técnica”, afirmou em entrevista à rádio Jovem Pan.

O governador ainda afirmou que o bônus gradual na conta de água para quem atingir a meta de economia de 20% deve ser aprovado pela Sabesp ainda nesta terça-feira. O desconto será feito de acordo com a redução do consumo.

Divulgação Sistema Cantareira.