Quais são os principais poluentes atmosféricos?

22.179 Visualizações

A presença de poluentes na atmosfera é um dos assuntos mais comentados desde o século XX, quando o mundo ficou alerta em relação ao aquecimento global e à degradação ambiental. Sempre atual, o assunto envolve diversas áreas de pesquisa e academia na busca por uma solução para conter o problema.

Ao contrário do que muita gente imagina, a emissão desenfreada de CO2 não é a única causadora da poluição atmosférica. Os poluentes são muitos e podem ser lançados diretamente pelo homem ou por eventos da natureza, como a erupção de um vulcão ou incêndios florestais. Conheça um pouco mais:

Dióxido de Carbono (CO2)

Dióxido de Carbono
Foto: listas.20minutos

O dióxido de carbono é conhecido como o principal agente poluidor da atmosfera. Apesar dos malefícios serem conhecidos, a sua emissão aumenta cada vez mais. Proveniente da queima incompleta de combustíveis usados em veículos automotivos e em processos industriais, quando atinge a atmosfera é responsável por problemas respiratórios e pode afetar todo o sistema cardiovascular. Além disso, estudos comprovam que o poluente resulta, também, em hemorragias, náuseas e diarréias.

Estudos apontam que alguns problemas sociais, como o aumento da violência urbana, estão relacionados à concentração de chumbo na atmosfera.

Nitrogênio (NO2)

O nitrogênio, outro dos principais poluentes atmosféricos, é liberado no ambiente pela indústria termoelétrica, na queima de combustíveis fósseis – petróleo, gás natural ou carvão. O gás tem poder oxidante e é responsável por problemas respiratórios.

Dióxido de Enxofre (SO2)

Dióxido de Enxofre
Foto: rusoares65

O dióxido de enxofre é emitido também pelo processamento em termoelétricas e está envolvido em problemas cardiovasculares.

Já os derivados de enxofre, como aerossóis de sulfato, bissulfato e ácido sulfúrico (H2SO4) também são produzidos pela combustão de elementos fósseis e atingem o sistema respiratório.

Ozônio (O3)

O ozônio é resultado de reações fotoquímicas na presença de nitrogênio, da atividade de carros e indústrias e de luz solar. O O3 é responsável por problemas respiratórios.

Hidrocarboneto (HC)

A queima incompleta e evaporação dos combustíveis (álcool, gasolina e diesel) e outros produtos voláteis dão origem ao hidrocarboneto, responsável pelo aumento do número de casos de câncer no pulmão, irritação nos olhos, nariz, pele e aparelho respiratório.

Hidrocarboneto
Foto: biosulquimica

Material Particulado

Decorrentes de veículos movidos à diesel, indústrias, desgaste de pneus e freios dos veículos em geral, o material particulado agrava doenças como asma e bronquite. Isso porque as partículas mais grossas ficam concentradas no nariz e na garganta, causando irritação e infecções gripais. O problema também pode causar câncer.