Planta carnívora de 1,5m é encontrada em Minas Gerais

508 Visualizações
Reprodução / Facebook – Paulo Gonella Planta possui pouco mais de 250 espécies espalhadas por países como Brasil, Austrália e África do Sul.

Espécie conhecida em todo o mundo e que habita a imaginação de homens, mulheres e crianças, a descoberta de uma planta carnívora sempre chama a atenção… Agora imagine uma planta carnívora de 1,5m que foi descoberta aqui no Brasil, mais precisamente no estado de Minas Gerais. A novidade vai além: a descoberta só foi possível após uma foto publicada no facebook.

Tudo começou quando um grande admirador da flora nativa e orquidófilo profissional, chamado Reginaldo Vasconcelos, decidiu registar seus passeios pela região de Governador Valadares-MG através de fotos em seu perfil na rede social. Foi neste momento que dois especialistas em plantas carnívoras, Fernando Rivadavia e Paulo Gonella, visualizaram a publicação e conseguiram identificar uma nova espécie de planta carnívora. Pouco tempo depois foi realizada uma expedição até o local que constatou a descoberta, publicando na sequência em um artigo oficial no prestigiado periódico “Phytotaxa” e que contou com a participação de botânicos brasileiros, alemães e norte-americanos.

A planta carnívora de 1,5m de Minas Gerais foi batizada de “Drosera Magnifica” e tem a capacidade de produzir folhas finas e longas e que são cobertas por glândulas que se assemelham a tentáculos reluzentes e avermelhados, justamente para chamar a atenção de pequenos insetos que acabam presos logo no primeiro contato. “Mesmo sob condições de alta umidade, neblina e chuva, observados no topo da montanha onde a espécie cresce, as longas e finas folhas da Drosera Magnifica estavam, surpreendentemente, cobertas com inúmeros insetos”, afirma Fernando Rivadavia em entrevista ao site da Folha de S. Paulo.

“Se uma planta desse tamanho passou despercebida tanto tempo, imagine quantas outras espécies, menores e menos chamativas, estão esperando para serem descobertas. Tudo isso mostra quanto ainda é preciso estudar com cuidado a imensidão da flora brasileira”, complementa um dos autores do trabalho, Paulo Gonella, que também é aluno de doutorado no Laboratório de Sistemática Vegetal da USP, em entrevista ao mesmo veículo.

Este gênero da Drosera Magnifica é o maior grupo em todo o mundo de plantas carnívoras, somando pouco mais de 250 espécies espalhadas em diversos países, com maior número no Brasil, Austrália e África do Sul.

Risco de extinção

Para os especialistas que catalogaram a descoberta da planta carnívora de 1,5m em Minas Gerais, o risco de extinção é grande, mesmo se tratando de uma nova espécie, pois a mesma foi encontrada somente em uma montanha da região, e ainda por cima, em um local cercado por plantações de eucalipto e café, além de criações de gado. Como resultado, a montanha está quase totalmente desmatada e não faz parte de qualquer área de proteção ambiental e muito menos de um parque nacional.

“Temos a esperança de que a descoberta dessa espécie tão extraordinária chame a atenção para a necessidade de se preservar esse frágil ecossistema”, defende Gonella.