As maiores reservas de petróleo no mundo e seu impacto no meio ambiente

2.370 Visualizações
Petróleo
Foto: fernandonogueiracosta

Além de produzir a gasolina, que serve de combustível para grande parte dos automóveis que circulam no planeta, vários produtos como a parafina, gás natural, querosene, solventes, óleos combustíveis, óleos lubrificantes, óleo diesel e combustível de aviação são derivados das reservas de petróleo. Porém, ainda que produzam substâncias necessárias ao desenvolvimento humano, elas geram um profundo impacto no meio ambiente.

Entre as maiores reservas no mundo, o Brasil ocupa a 15ª colocação, com uma produção de 15,3 bilhões de barris em 2012, de acordo com a BP Statistical Review of World Energy 2013. O país que ocupa o primeiro lugar é a Venezuela, com participação mundial de 17,8% e com 297,6 bilhões de barris em 2012, seguido pela Arábia Saudita e Canadá, em segundo e terceiro lugares respectivamente.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a conciliação da exploração e produção de petróleo com a conservação ambiental requer instrumentos de controle ambiental específicos de modo a prevenir e reduzir os danos decorrentes da atividade.

Dessa forma, nos locais onde se encontram as maiores reservas de petróleo o cuidado deve ser o maior, já que os impactos ambientais de grandes proporções são variados. Em cada fase da extração pode ocorrer um tipo de acidente, os mais conhecidos da população são aqueles associados aos vazamentos nos petroleiros e terminais de petróleo, que provocam a contaminação e degradação ambiental no mar.

Vazamento de petróleo
Foto: greenandsave

Entretanto, outros impactos são inerentes à extração do petróleo, como as alterações da qualidade da água e contaminação de sedimentos marítimos; interferência com rotas de migração e período reprodutivo de cetáceos, quelônios, sirênios e grandes pelágicos; interferência com áreas coralíneas, manguezais e com usos sociais relacionados à atividade pesqueira.

Os acidentes com vazamento no mar fazem com que os compostos do petróleo afetem plantas, peixes, mamíferos e toda a vida animal e vegetal. O petróleo mata primeiro o plâncton, micro-organismos vegetais e animais dos quais os peixes se alimentam.

Com isso, é desencadeada uma série de problemas: os peixes do fundo do mar que se alimentam desses micro-organismos vegetais e animais acabam morrendo; a luz do sol é bloqueada, impedindo que as algas realizem a fotossíntese; os peixes da superfície são afetados pela falta de oxigênio ou por intoxicação ao óleo vazado.

Impacto ambiental do Petróleo
Foto: iuribarrosdefreitas

Substâncias tóxicas se acumulam nos tecidos de mamíferos, tartarugas e peixes, causando distúrbios reprodutivos e cerebrais. As penas das aves ficam impregnadas de óleo e elas acabam afundando e morrendo afogadas.

De acordo com especialistas, os vazamentos de petróleo são inevitáveis. Por isso, os países extratores devem estar sempre preparados e terem os equipamentos necessários para limpar o óleo e priorizar as áreas protegidas que podem ser afetadas.