O que é uma Floresta Autóctone?

720 Visualizações

Uma floresta autóctone Portugal é uma floresta de árvores originárias do próprio território. A floresta portuguesa é toda formada por árvores originárias do nosso país, como o caso dos carvalhos, medronheiros, castanheiros, loureiros, azinheiras, azereiros, sobreiros e outros.

Elas são mais adaptadas às condições do solo e do clima do local, deste modo são mais resistentes a pragas, doenças, longos períodos de seca ou até mesmo chuva intensa. Elas também ajudam a manter a fertilidade do espaço rural, o equilíbrio biológico e a diversidade dos recursos genéticos.

As florestas autóctones fazem parte do nosso ecossistema e são importantes lugares de refúgio e reprodução para grande número de espécies de animais autóctones. Algumas das espécies são: a Águia-Real, o javali e o lobo. Mas, sua existência depende do estado de conservação destas florestas.

No entanto, elas são muito ameaçadas por incêndios, invasões por espécies exóticas e cortes prematuros. Seus carvalhos constituem em apenas 4% da floresta atual e não possuem qualquer proteção legal, apesar de sua elevada importância ecológica.

Ao introduzir espécies exóticas, é originária uma competição entre elas e as espécies autóctones, e geralmente, as espécies exóticas crescem rápido, o que acaba afetando e ameaçando a fauna.

Neste caso, não só a floresta sai prejudicada, mas as atividades econômicas, a saúde pública e todos somos prejudicados pela introdução dessa espécie. Por isso, é necessário a preservação da floresta.

Manter o equilíbrio biológico é muito importante, sendo necessário defender as espécies que são naturais e que fazem parte do patrimônio natural.

A floresta natural e nativa

A autóctone de Portugal é composta por grandes variedades de árvores, arbustos e muitas outras plantas. O termo autóctone é sinônimo de nativo ou indígena, que diz respeito aos seres vivos originários do próprio território onde habitam.

Contudo, infelizmente, as áreas ocupadas pela floresta natural têm diminuído de forma constante, há 500 anos atrás, devido a ocupação de terrenos para a agricultura, a pastorícia e monocultura de árvores, como o pinheiro e o eucalipto, por conta do fogo.

Importância da floresta autóctone

  • Elas exercem um importante papel de regulação e melhora no clima, bem como no sequestro de carbono da atmosfera, contribuindo para a redução do efeito estufa;

  • Regulam o ciclo hidrológico e a qualidade da água, que formam o solo e servem de matéria-prima a produtos fundamentais na vida cotidiana;

  • Mesmo com crescimento lento, quando são bem desenvolvidas, são mais resistentes e resilientes aos incêndios florestais.