Entenda o que são gêiseres e conheça alguns espalhados pelo mundo

11.363 Visualizações
© Depositphotos.com / DonyaNedomam Old Faithful, Parque Nacional de Yellowstone nos EUA.

Eis um fenômeno da natureza que recebe um nome preciso e extremamente descritivo: a palavra gêiser, de origem islandesa, significa exatamente “fonte jorrante”. Os gêiseres são formados em zonas de erupção vulcânica e caracterizam-se como pequenos buracos de onde, literalmente, são lançados jorros de água quente e vapor. Não há gêiseres no Brasil – uma vez que não temos a incidência de erupções vulcânicas. Para nós as referências de imagens destes fenômenos provêm principalmente de desenhos animados e filmes americanos.

Para que um gêiser se estabeleça é necessária a presença de uma incandescente camada de magma efervescente. Mais ou menos na mesma dinâmica da chama de um fogão, este magma aquece a água da chuva ou da neve derretida que penetra no solo.

Em algumas situações, este líquido acaba ficando armazenado em reservatórios rochosos e a água pode atingir temperaturas de até 200°C. Conforme vai esquentando, a água ganha pressão e se expande, sendo lançada para cima. Um processo muito parecido acontece com as águas termais. A diferença é que as rachaduras nas rochas são muito menores, fazendo com que a água venha à superfície de maneira literalmente explosiva, em grande jorros que chegam a atingir dezenas de metros de altura.

Os reservatórios esvaziados voltam a receber água, dando início a um curioso ciclo. Como algumas erupções chegam a causar pequenos terremotos, as rochas em áreas de gêiseres precisam ser ricas em sílica, mineral resistente às chacoalhadas do terreno. Poucos lugares no mundo reúnem todas essas características. Existem, em todo o planeta, menos de mil gêiseres, e a maioria esta concentrada nos Estados Unidos, Rússia e Chile.

Conheça abaixo alguns dos mais incríveis gêiseres do mundo:

Old Faithful – Parque Nacional de Yellowstone – EUA

É um dos mais famosos do mundo. Recebeu o nome de “Velho Fiel” durante uma expedição realizada em 1870 e que definiria mais tarde a área do parque. Seus jorros atingem mais de 50 metros de altura. Mas é a sua pontualidade que o torna tão curioso: as explosões hídricas acontecem exatamente a cada 80 minutos.

© Depositphotos.com / woodkern Old Faithful, Parque Nacional de Yellowstone nos EUA.

The Great Geysir – Islândia

Fica no vale Haukadalur, é conhecido por sua intensa atividade de gêiseres. Seus jatos já chegaram a 122 metros de altura.

© Depositphotos.com / demerzel21 The Great Geysir.

Strokkur – Islândia

Está localizado a apenas 50 metros do Great Geysir e suas primeiras atividades foram descritas no século 18, depois que um terremoto abriu a fenda que lhe deu origem. Seu nome significa “grande agitação” e seus jatos, diários, podem atingir até 50 metros de altura.

© Depositphotos.com / tomazkunst Strokkur.

Vale dos Gêiseres – Rússia

No lado oriental do país, em Kamchatka, o campo de gêiseres e águas termais é um dos maiores do mundo e considerado Patrimônio Natural Mundial pela ONU. Com cerca de 90 buracos ativos, o vale é cercado por montanhas e só pode ser acessado por helicóptero.

© Depositphotos.com / Uralsky Vale dos Gêiseres, Rússia.