Em 2020, fique mais perto da natureza

360 views

Confira algumas dicas de lugares incríveis para se conectar com a natureza e aproveitar tudo de melhor que ela pode te oferecer

Nós já falamos por aqui, que o contato com a natureza pode ajudar muito na prevenção de doenças como depressão, ansiedade e estresse. Se em 2019 você não conseguiu tirar um tempinho para ficar em contato com o verde, que tal mudar essa atitude em 2020?

Muitas pesquisas científicas já fizeram a relação entre o contato com a natureza e a redução do estresse, ansiedade e depressão. Um estudo de 2015, por exemplo, comparou a atividade cerebral de pessoas saudáveis ​​após caminharem por 90 minutos em meio à natureza e no ambiente urbano. Os pesquisadores descobriram que as pessoas que caminharam cercadas por árvores, flores e plantas, tiveram menor atividade no córtex pré-frontal – uma região do cérebro ativa durante os pensamentos repetitivos e focados em aspectos negativos -, em comparação com os que caminharam na cidade.

Lugares para explorar

O Brasil é um dos países mais privilegiados do mundo, quando o assunto é contato com a natureza. Com uma diversidade ambiental incrível, o país reúne alguns dos melhores parques nacionais do mundo. Conheça alguns deles:

  • Parque Nacional da Serra do Cipó (MG)

Este parque, que abrange uma área com mais de 33 mil hectares, fica na Serra do Espinhaço, em Minas Gerais. Atualmente a unidade protege diversas espécies da flora e da fauna brasileira, ameaçadas de extinção, com ambientes únicos e paisagens de encher os olhos. O paisagista Burle Marx até apelidou o parque de “jardim do Brasil”, em 1950, tamanha beleza da região.

Existem diversas pousadas e campings na região, prontos para receber os turistas e quem quiser pode consultar o “cardápio de atrativos”, com dicas muito valiosas para os visitantes.

Endereço: Rodovia MG 10 – Km 97 – Serra do Cipó/MG

Email: parna.serradocipo@icmbio.gov.br

Telefones: (31) 3718-7151 / 3718-7475 | 3718-7481 3718-7469

  • Parque Nacional da Lagoa do Peixe (RS)

Este Parque Nacional foi criado em 1986 com o objetivo de proteger as espécies de aves migratórias e as amostras dos ecossistemas litorâneos do Rio Grande do Sul. O Parque fica em uma extensa planície, situada entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico. Uma das principais curiosidades do local é a Trilha dos Flamingos. As aves, que geralmente vêm do Chile e da Argentina, podem ser avistadas em bando nesta trilha. A melhor época para visitar o local é entre setembro e março, quando a temperatura está mais elevada e, com isso, é possível observar uma maior diversidade de animais.

Antes de fazer a visita fique alerta, pois algumas áreas só podem ser acessadas com veículo 4×4, por isso, é sempre bom se programar antes de ir, de preferência com a ajuda de uma agência de turismo. Para mais informações, acesse o site do Parque.

  • Parque Nacional de Sete Cidades (PI)

Este Parque é de grande riqueza natural e histórica. Além das belezas naturais, o que mais chama a atenção neste lugar são as formações rochosas e as inscrições rupestres, que datam de seis a 10 mil anos e continuam preservadas.

As grandes formações rochosas possuem formas que lembram desde animais a castelos. Os melhores meses para a visitação é de dezembro a julho, quando a cachoeira e a piscina natural estão mais cheias. E para visitá-lo, é importante procurar o ICMBio (instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), que é quem administra e cuida da conservação do parque, pois todas as visitas realizadas no local devem ser feitas com o acompanhamento de guias.

  • Arquipélago de Alcatrazes (SP)

O arquipélago dos Alcatrazes impressiona por sua beleza e expressiva biodiversidade marinha. Localizado no litoral norte de São Paulo, no município de São Sebastião, o local abriga mais de 1300 espécies, sendo 100 delas ameaçadas de extinção. O local é bastante procurado por quem gosta de praticar mergulho, porém, qualquer atividade só pode ser realizada com o apoio de empresas de turismo cadastradas pelo ICMBio Alcatrazes e acompanhada por condutores capacitados e autorizados, que serão responsáveis por oferecer segurança, orientações e informações aos visitantes.