Descubra como funciona a doação de mudas de árvores em São Paulo

2.763 views
Serlunar Viveiro Manequinho Lopes, Parque Ibirapuera.

Ter um filho, escrever um livro, plantar uma árvore – o provérbio popular afirma que, realizando estas três tarefas, uma pessoa se sente completa em sua trajetória de vida. As duas primeiras tarefas dependem de uma série de fatores. Mas a última – plantar uma árvore – pode ser bem mais simples, principalmente para os moradores da cidade de São Paulo.

De acordo com a legislação municipal os moradores da capital paulista que se enquadram nos quesitos têm o direito de pegar até cinco mudas do viveiro Manequinho Lopes, no Parque do Ibirapuera. Segundo os responsáveis pelo local, são mais de 153 espécies nativas à espera de seus futuros plantadores. Vale lembrar que o estoque é variável e você pode conferir a disponibilidade aqui.

O plantio destas árvores pode ser realizado de acordo com a documento apresentada pelo morador, conforme consta na legislação. Dependendo da situação é possível cultivar a muda em quintais e outras áreas livres em casas e/ou estabelecimentos comerciais. Em calçadas também é possível fazer o plantio, desde que o local atenda ao Manual de Arborização Urbana.

Em praças e parques, porém, o plantio está restrito à Prefeitura. Isto acontece porque, em alguns casos, a espécie pode ser inadequada para a região e, até, provocar estragos – com raízes e galhos que interfiram em estruturas e vias públicas, por exemplo. Embora o verde seja sempre bem-vindo, em uma cidade complexa como São Paulo, é necessário que seu avanço seja devidamente planejado.

Para os quintais, os especialistas indicam como as melhores opções as árvores frutíferas de médio porte – pitangueiras, jaboticabeiras, cerejeiras etc. Além do verde que carregam, estas árvores acabam servindo de suporte para aves e outras espécies de fauna e flora. E ainda geram frutos que podem ser colhidos por seus cuidadores, uma forma de contato com a natureza.

O Viveiro Manequinho Lopes só fornece mudas de espécies nativas, sendo que as mudas existentes são provenientes de Termos de Compensação Ambiental (TCA), que já estão cumprindo a compensação de áreas nas quais foi feita remanejamento de vegetação arbórea nos limites do município de São Paulo. Portanto, constitui Crime Ambiental a retirada dessas mudas para cumprir novamente uma compensação ambiental.

Para quem tem interesse, o Viveiro Manequinho Lopes, no Parque do Ibirapuera, fica aberto e atende a Campanha Permamente de Incentivo à Arborização Urbana de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h.