As causas e consequências da poluição sedimentar

8.499 Visualizações
Poluição sedimentar
Foto: culturamix

A poluição sedimentar é o resultado do acúmulo de resíduos em suspensão, que causa desequilíbrios ambientais. Existem diversas partículas em suspensão no ar o tempo inteiro. Algumas, porém, podem carregar consigo substâncias tóxicas que, aos poucos, acabam se aglutinando em áreas distantes de sua origem, trazendo problemas aos ecossistemas.

Nas grandes cidades, onde a maioria destas substâncias é gerada, a poluição sedimentar é um problema encontrado principalmente na água, porque é nela que acaba sendo o destino final de toda substância solúvel.

As partículas insolúveis também causam transtornos, ao criarem pequenas películas sobre regiões de água menos corrente, dificultando a entrada de luz solar e outros processos naturais. Esta fina camada acaba também dificultando o processo de fotossíntese das plantas aquáticas e a busca por alimento de alguns animais que vivem nesses ambientes, por conta da diminuição de visibilidade. Mesmo partículas sem materiais tóxicos podem gerar este efeito.

Dentre as partículas que podem se acumular de modo a causar prejuízos ambientais gerando a poluição sedimentar estão as partículas de vidro, metálicas, as geradas em processos industriais e pela construção civil.

Vale lembrar ainda outros materiais bastante comuns em nosso dia a dia e que igualmente são capazes de gerar sedimentos poluentes, como as baterias domésticas e os automóveis – pneus, escapamento e o processo de corrosão do próprio veículo produzem este tipo de partícula. Desta forma, metais como chumbo, zinco, cobre, ferro e outros são lançados ao ar e terminam os seus trajetos na água das cidades.

Poluição sedimentar
Foto: amdro2003

Embora todos estes fatores sejam conhecidos, a poluição sedimentar ainda apresenta-se como um grande desafio para ambientalistas e especialistas em geral. Seu combate só seria possível a partir de um grande processo de conscientização e de uma verdadeira mudança no estilo de vida, principalmente nos centros urbanos. Não há dúvidas, porém, de que saber de sua existência e de seus impactos no meio ambiente já é um passo importante para esta transformação.