Causas e consequências da poluição da água

59.149 Visualizações
Poluição da Água
Foto: manutencaoesuprimentos

Dados alarmantes do último relatório da ONU-Água sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos revelam que mais da metade da população mundial não tem acesso à água tratada, própria para o consumo. A poluição dos recursos, somada aos baixos níveis de coleta e tratamento de esgoto, estão no núcleo do problema de abastecimento mundial.

O descarte de resíduos em rios, a contaminação dos lençóis freáticos nos aterros sanitários, vazamentos de tanques de armazenamento subterrâneo de gasolina, os rejeitos de aterros industriais e o despejo de esgoto sem tratamento estão entre as principais causas da poluição da água nos grandes centros urbanos. Além disso, a chamada poluição natural, causada pelas chuvas, pela salinização e decomposição de organismos mortos também contribui para a contaminação.

Nas regiões rurais a utilização maciça de agrotóxicos e pesticidas é a principal causa desta contaminação, problema que tem se agravado diante da intensificação do uso destes produtos. Segundo pesquisa, a venda de agrotóxicos no mercado mundial registrou um aumento de 93% nos últimos dez anos. No Brasil, o crescimento foi maior que 190%.

Poluição da Água 2
Foto: latina

A poluição da água acarreta graves consequências para seres vivos de todas as espécies. Um dos principais e mais preocupantes efeitos deste problema no meio ambiente é a eutrofização, caracterizada pela presença excessiva de nutrientes – provenientes dos produtos químicos eliminados – que provoca a proliferação de algas e cianobactérias, impedindo a entrada da luz nos rios e reduzindo a disponibilidade de oxigênio para os organismos aquáticos.

Também são diversos e alarmantes os riscos à saúde humana. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que 80% das doenças que acometem a população dos países em desenvolvimento são provocadas pela água contaminada. Entre as principais estão a hepatite, disenteria, cólera, malária, amebíase, esquistossomose, febre amarela, ascaridíase, cisticercose, dengue, poliomielite, teníase e tricuríase, febre tifoide, infecções na pele e nos olhos, e a leptospirose.