Banco de sementes propõe replantio de árvores no Dia do Pau-Brasil

3.445 views
mauroguanandi Flor do Pau-Brasil.

Foi devido, principalmente, ao corante vermelho extraído da casca e seu tronco que a árvore Pau-Brasil ganhou valor nas comercializações feitas pelos portugueses quando descobriram nosso país em 1500. Este método, portanto, colocou a árvore em risco de extinção. Mas a espécie nativa da Mata Atlântica comemora amanhã, 03 de maio, no Dia do Pau-Brasil, sua existência resistente à exploração e desmatamento com o apoio de diversos programas ambientais que visam conservar e multiplicar seus exemplares: o banco de sementes é o principal deles.

O Pau-Brasil, ou ibirapitanga, em tupi-guarani, é uma árvore encontrada entre a vegetação do Rio Grande do Norte e São Paulo, ela atinge até 30 metros de altura quando adulta. Possui espinhos em seu tronco e o corante denominado brasilina, o principal alvo de cobiça dos extrativistas liderados por Dom Pedro II nos século XV e XVI. As baixas taxas impostas sobre o valor das exportações da árvore elevaram o fluxo destas transações e, consequentemente, resultaram na exploração intensa de Pau-Brasil.

A árvore chegou a ser considerada extinta por conta desta comercialização, mas graças ao trabalho de reflorestamento realizado por diversas instituições ambientais e do Programa Nacional de Conservação do Pau-Brasil, publicado pelo Ministério do Meio Ambiente em 2012, a espécie passou a ser conservada.

O projeto de conservação do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural do Espírito Santo (Incaper) é um exemplo destas medidas. O instituto gerencia um banco de sementes da árvore pela região, visto que a madeira dela é muito usada pela indústria para fazer violinos.

O objetivo do banco é fornecer aos produtores as mudas para plantar a árvore e manejar a madeira com interesse de preservação ou até mesmo comercial, realidade comum para os viveiristas.

Como plantar mudas de Pau-Brasil?

Em Bragança Paulista (SP), o banco de sementes, criado em 2013, também funciona com o mesmo intuito de conservar o Pau-Brasil e até outras 20 espécies nativas. De acordo com especialistas da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Bragança, o broto de Pau-Brasil demora em média 20 dias para formar as sementes. Com este procedimento é possível guardar a semente seca e plantar outras mudas que serão distribuídas em programas da prefeitura.

As técnicas de plantio e reflorestamento de fato auxiliam na preservação do Pau-Brasil. Que tal aprender como é feito o plantio de árvores em sua propriedade rural ou em ambientes urbanos? Acompanhe a matéria do Pensamento Verde sobre o plantio de mudas.

mauroguanandi Pau-Brasil.