Acidente de Bhopal e o vazamento de gases tóxicos na atmosfera

2.195 views
Acidente de Bhopal
Foto: eutanasiamental

Já era madrugada quando uma nuvem tóxica se espalhou pela cidade de Bhopal e matou milhares de pessoas. O dia 3 de dezembro de 1984 ficou guardado na memória de habitantes, comunidades do entorno e de todo o mundo, sendo lembrado como o dia do acidente de Bhopal, uma das maiores tragédias ambientais da história.

Tudo começou na filial indiana da indústria química Union Carbide. Os funcionários se revezavam em turnos e, a cada seis meses, realizavam a limpeza externa dos tanques de aço inoxidável, que eram abastecidos com isocianato de metila, um composto altamente tóxico utilizado na fabricação de produtos inseticidas – a quantidade da substância que era estocada pela empresa era suficiente para acabar com todos os seres vivos de Bhopal.

Durante o processo um alarme acusou o rompimento da válvula de segurança de alguns tanques. Como a pressão estava aumentando no tanque, um dispositivo automático de segurança disparou o antídoto previsto para casos assim, que evitaria a explosão. Naquela noite, algo deu errado e a pressão no tanque continuou a aumentar.

De acordo com especialistas, a pressão dos tanques de armazenamento naquela noite se elevou mais de 14 bar (unidade de pressão) e a temperatura dos reservatórios se aproximou de 200°C. Entre as teorias, a mais provável é a de que houve um aumento da pressão e da temperatura devido à entrada de água num dos tanques, que causou uma reação altamente exotérmica.

Quando a nuvem de gás saiu da válvula defeituosa e começou a encobrir a usina, os vapores deveriam ter sido neutralizados em torres de depuração. No entanto, uma destas torres se encontrava desativada. Dessa forma, o sistema não funcionou e permitiu a liberação do produto para a atmosfera.

Em poucos minutos a massa tomou conta das áreas vizinhas. No dia seguinte, a cidade se transformou, praticamente, em uma câmara de gás. Estima-se que cerca de 4.000 pessoas morreram e 200.000 pessoas foram intoxicadas, caracterizando assim a maior catástrofe da indústria química.

Acidente de Bhopal
Foto: uol

Até hoje ninguém se responsabiliza pelo acidente. A Union Carbide, comprada pela Dow Química, afirma que o vazamento de gás da fábrica foi causado por um ato de sabotagem. Em 7 de Junho de 2010, um tribunal indiano responsabilizou a empresa e sete dos seus funcionários, de nacionalidade indiana, por negligência agravada.

Os incidentes com gases tóxicos são mais comuns do que se imagina. Apesar de alguns casos serem bastante conhecidos, nem sempre acontecem catástrofes gigantescas como o acidente em Bhopal. Para evitar problemas, governos de todo o mundo se unem na busca de melhores sistemas e controle de indústrias químicas, com leis e regras que devem ser seguidas a risca.