Dia de Sobrecarga da Terra: chegamos ao limite

508 Visualizações
iStock.com / forplayday Em 1970, o Dia de Sobrecarga da Terra caiu em 23 de dezembro.

No dia 08 de agosto celebramos o Dia de Sobrecarga da Terra, em inglês, Earth Overshoot Day. Isso significa que todos os recursos produzidos pelo planeta para o ano todo já foram consumidos pelo homem.

Esse cálculo, feito desde 2000, é como se fosse um termômetro que avalia o nível de degradação do planeta Terra. Quem faz essa medição é a Global Footprint Network, usando como base dados dos próprios países, da ONU, da Agência Internacional de Energia e também da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Os dados mostram que o tamanho da população e o consumo global estão além da capacidade da natureza de prover recursos. Com isso, uma série de problemas se tornam mais evidentes na Terra, entre eles o desmatamento de florestas, perda de biodiversidade, a erosão do solo e o acúmulo de dióxido de carbono da atmosfera.

Em 2015, os recursos naturais disponíveis para os 365 dias do ano se esgotaram no dia 13 de agosto. Vale lembrar que na primeira vez que essa medição foi realizada, em 2000, os recursos da Terra se esgotaram no dia 04 de outubro. Alguns cálculos retroativos também foram feitos e, em 1970, o Dia de Sobrecarga da Terra caiu em 23 de dezembro.

A conclusão da ONG que fez a medição é de que a humanidade precisa de 1,6 planeta Terra para atender a todas as suas demandas. Sem uma medida urgente para reverter a situação, antes de 2050 serão necessários dois planetas Terra.

Uma das saídas para mudar esse cenário é reduzir a emissão de gases em pelo menos 30%, conforme proposta levantada na COP 21. Dessa forma, o Dia de Sobrecarga da Terra poderá ser adiado para a segunda quinzena de setembro.