Problemas de abastecimento de água no nordeste brasileiro

4.590 Visualizações
Seca - Nordeste
Foto: eco4u

A região do nordeste brasileiro sofre constantemente com a seca. Nos noticiários vemos sempre casos de estados inteiros que decretam estado de emergência pela seca prolongada. Gados morrendo, famílias inteiras tendo de andar quilômetros por um balde de água e terra com grandes fissuras são cenas comuns durante muitos meses do ano na região. Com os açudes sem água, plantações morrem e falta alimento para a população. Algumas famílias, já se preparando para a época de escassez, constroem cisternas para conseguirem sobreviver.

Os problemas de abastecimento de água na região são constantes, mesmo o nordeste possuindo o maior volume de água represada em regiões áridas do mundo, cerca de 37 bilhões de metros cúbicos. Estudos mostram que o que falta é um sistema de distribuição dessa água para os locais que necessitam.

O projeto de transposição do Rio São Francisco, por exemplo, consiste em abastecer famílias das regiões mais secas com as águas do rio. Porém, as obras não tiveram continuidade e o trabalho que já foi realizado está se deteriorando.

Transposição - nordeste
Transposição do Rio São Francisco. Foto: atribunalp

Existem outras possibilidades para resolver ou ao menos amenizar os problemas de abastecimento no nordeste brasileiro. A criação de mais cisternas, barragens subterrâneas e outros meios alternativos de obter água necessitam de menos investimento financeiro que a transposição e podem trazer um retorno mais rápido e eficaz.

Os meses de estiagem são de outubro a março, sendo que a região apresenta os menores índices de chuva do Brasil. O fato também se deve ao calor excessivo na região, sendo que as chuvas derivam-se das frentes frias, mais características das regiões sul e sudeste. A seca no sertão ocorre porque no período em que deveria chover, de dezembro a abril, há escassez. Como o período de chuvas é menor do que o de seca, os rios se enchem, mas acabam se esgotando com o tempo. Os rios temporários não são suficientes para abastecer toda a região.

Nordeste - seca
Foto:blogdobg

Os longos períodos de estiagem causam a fome e a pobreza na região, dificultando os processos de cultivo e pecuária, comuns no sertão. O clima semi-árido dificulta o cultivo de plantas e alimentos, sendo que as únicas plantas que sobrevivem ali são aquelas que armazenam água em seus caules e folhas, como os cactos.

Portanto, os sistemas alternativos de armazenamento de água são muito importantes para os moradores da região. Deste modo, é necessário um maior investimento nessas técnicas para garantir meios de sobrevivência para milhares de famílias do semi-árido nordestino.