Lei obriga apartamentos a terem medidores de água individuais

294 Visualizações
iStock.com / Reload_Studio Para presidente do (Secovi-SP) medidores individuais garantem mais justiça.

Em meados de julho o presidente interino Michel Temer sancionou a Lei 13.312, que torna obrigatória a medição individualizada do consumo hídrico em novos condomínios. Porém, mesmo com a aprovação, a lei só vai começar a valer em 2021.

O projeto de lei foi proposto em 2011 pelo senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) e aprovada no dia 22 de junho.

De acordo com essa nova lei, os novos edifícios terão que adotar um padrão de sustentabilidade ambiental que incluam, entre outros procedimentos, a medição individual do consumo de água por unidade imobiliária.

Hoje no Brasil a medição é feita de forma coletiva, e o valor cobrado nem sempre condiz com o que os moradores realmente consomem. Desta forma, a individualização, além de ajudar o consumidor a economizar em sua conta de água, vai colaborar para a economia de água do planeta.

Flavio Amary, presidente do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) afirmou ao Estado de São Paulo: “Os medidores individuais trazem redução de água e garantem mais justiça. Aquela pessoa que mora sozinha deixa de pagar a mesma conta de uma família com quatro ou cinco pessoas”.