Energias renováveis geram emprego para 6,5 milhões de pessoas

280 views
© Depositphotos.com / trexec Energia eólica.

Além de amenizar impactos ambientais através de métodos de reaproveitamento de recursos naturais, as energias renováveis têm trazido ainda mais benefícios para o mercado da sustentabilidade mundial. De acordo com dado do Renewable Energy and Jobs – Annual Review 2014’ (Energia Renovável e Empregos – Análise Anual 2014), publicados pela Agencia Internacional de Energias Renováveis (IRENA), 6,5 milhões de pessoas pelo mundo atuaram em 2013 em cargos relacionados a redução de emissão de carbono, reutilização de água, energia solar, eólica, arquitetura sustentável, entre outras áreas.

O estudo da IRENA considerou principalmente os empregos que não estão relacionados a construção e operação de hidroelétricas. Essas vagas de emprego representam uma significante alta em relação ao número de 2012, de 5,7 milhões.

Considerando o levantamento do relatório, no geral, a China é o país com melhor aproveitamento na transição para uma energia de baixo carbono, respondendo por 2,6 milhões dos empregos mundiais no setor. O Brasil, por sua vez, está em segundo lugar, com 894 mil empregos. Já os Estados Unidos, no mesmo período abriu 625 mil, e a Índia, 391 mil. A União Europeia deteve 1,2 milhão de empregos, sendo que a Alemanha foi o destaque com 371 mil contratos de vinculo empregatício.

Dentre as fontes de energia analisadas, o fotovoltaico (painel solar), possui 2,2 milhões de postos de trabalho. Em seguida estão os biocombustíveis líquidos, 1,4 milhão, o eólico, 834 mil, e o de biomassa, 782 mil.

Em 2013, os altos investimentos em instalações fotovoltaicas principalmente na China e Japão foram responsáveis pela abertura de vagas no mundo inteiro em 2013.

Energias renováveis no Brasil

A indústria de produção do etanol foi responsável por empregar 539 mil brasileiros no ano passado. Entretanto, devido às tecnologias que proporcionaram a mecanização da prática do cultivo e colheita da cana-de-açúcar, o número de postos de trabalho na área tem apresentado queda gradativa. O relatório apresentado pela IRENA aponta informações do Ministério do Trabalho para indicar que houve um declínio de 7% nas vagas relacionadas à gestão do etanol entre 2011 e 2012.

© Depositphotos.com / flariv Biocombustivel.

O biodiesel é uma fonte renovável a qual ainda apresenta índice baixo de geração de empregos nessa área. São cerca de apenas 81 mil pessoas. De acordo com a Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil, o país possuía apenas 21 mil postos de trabalho no setor em 2008.

A energia eólica também ainda não mostrou resultados promissores. Para a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), esta energia apresentou um número bem abaixo dos biocombustíveis em relação a disponibilidade de vagas em aberto. Em 2013, somente 32 mil brasileiros estavam empregados neste segmento de mercado.