Acidentes com escorpiões: como proceder?

480 views

O primeiro passo é limpar o local com água e sabão e procurar o serviço de saúde mais próximo

Os escorpiões pertencem à classe dos aracnídeos (assim como as aranhas), predominantes nas zonas tropicais (como no Brasil) e subtropicais do mundo, tendo maior incidência nos meses mais quentes e úmidos (entre outubro e março).

Os grupos de pessoas mais vulneráveis são crianças abaixo de 10 anos e idosos. Outros grupos incluem os trabalhadores da construção civil, de madeireiras, transportadoras e distribuidoras de hortifrutigranjeiros, por manusear objetos e alimentos onde os escorpiões podem estar alojados, além de pessoas que permanecem grandes períodos dentro de casa (ex. acamados, com problemas de mobilidade) ou nos arredores (como quintais), principalmente nas áreas onde sabidamente ocorre alta infestação do animal.

O que fazer em caso de acidente?

A primeira atitude a se tomar em caso de picada de escorpião, segundo a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, é limpar o local com água e sabão, aplicar compressa morna e em seguida procurar o serviço de saúde mais próximo para que possa receber o tratamento o mais rápido possível.

Se for possível (com segurança e desde que não leve muito tempo, pois a prioridade é o atendimento médico urgente), capturar o animal e levá-lo ao serviço de saúde.

O que NÃO fazer:

– Não fazer torniquete ou garrote, não furar, não cortar, não queimar, não espremer o local da picada;

-Não fazer sucção no local da ferida;

-Não aplicar qualquer tipo de substância sobre o local da picada (fezes, álcool, querosene, fumo, ervas, urina, pó de café, terra), nem fazer curativos que fechem o local, pois isso pode favorecer a ocorrência de infecções;

-Não ingerir bebida alcoólica, álcool, querosene, gasolina ou fumo no intuito de tirar a dor, pois além de não agir contra o veneno, ainda poderá causar complicações no quadro clínico;

-Não colocar gelo ou água fria no local da picada, pois acentua a dor.

Prevenção é o caminho

Para prevenir acidentes com escorpião, o primeiro passo é manter quintais e jardins limpos, evitando o acúmulo de entulhos, folhas secas, lixo doméstico e materiais de construção.

Procure sempre sacudir roupas e sapatos antes de usá-los, pois aranhas e escorpiões podem se esconder neles e picam ao serem comprimidos contra o corpo.

Não coloque as mãos em buracos, sob pedras e troncos podres. Use calçados e luvas de raspas de couro para atividades em que seja preciso colocar a mão e pisar em buracos, entulhos e pedras.

O escorpião apresenta hábito noturno, e assim, para evitar sua entrada nas casas, deve-se vedar as soleiras das portas e janelas quando começar a escurecer.

Vede frestas e buracos em paredes, assoalhos e vãos entre o forro e as paredes, consertar rodapés despregados, colocar saquinhos de areia nas portas, colocar telas nas janelas.

Afaste as camas e os berços das paredes e evite que roupas de cama e mosquiteiros encostem-se ao chão.

Acondicionar lixo domiciliar em sacos plásticos ou outros recipientes que possam ser mantidos fechados, para evitar baratas, moscas ou outros insetos que servem de alimento para os escorpiões.

Preserve os inimigos naturais de escorpiões e aranhas, que são as aves de hábitos noturnos (coruja, joão-bobo), além de lagartos, lagartixas e sapos.