Primeira estrada feita com painel solar

836 Visualizações

Na França, investimento foi de 5 milhões de euros e tenta mostrar importância de estradas sustentáveis

A primeira estrada do mundo que conta com painel solar e que utiliza integralmente a energia solar que produz fica na França, em uma pequena vila da Normandia. Possui apenas 1 km e utiliza 2800 m² de painéis geradores de energia elétrica solar. Financiada pelo governo francês, a obra custou 5 milhões de euros e vem sendo bastante criticada por quem a avalia muito cara.

A intenção da França é ampliar o número de estradas com energia solar, influenciando outros países a testarem a produção dessa fonte de energia para suas cidades, incentivando o uso de painel solar em suas construções. A proposta é que com suas implantações ela seja mais efetivamente testada e até mesmo tenha seu custo diminuído.  

A estrada francesapainel solar

A França saiu na frente e inaugurou a primeira estrada do mundo cuja iluminação é produzida pela energia solar. Nela, há 2880 painéis fotovoltaicos distribuídos em sua extensão, que recebem a luz do sol e a convertem em eletricidade, com uma expectativa de produzir 280 MWh de eletricidade anualmente.

São 1 km de estrada na pequena Tourouvre-au-Percher, com uma média de 2 mil motoristas por dia. A estrada ainda está em período de avaliações e ajustes, para ouvir os usuários sobre sua qualidade e capacidade.

Foram gastos mais de 5,2 milhões de dólares para que fosse construída a estrutura de captação solar. As placas são constituídas por resina e cristais de silício, um material semicondutor. A energia elétrica acontece quando as partículas da luz do sol chamadas de fótons se unem a átomo de silício encontrado no painel, o que causa um deslocamento de elétrons que criam uma corrente elétrica.

Há casas particulares e edifícios que utilizam a energia solar que captam em seus telhados, para suprir suas próprias necessidades. A França inovou trazendo a energia solar para vias públicas, uma estrada com mais de 2000 painéis fotovoltaicos.

A energia solar gerada pelo painel solar

É impossível pensar em um mundo sem energia elétrica, já que ela é a responsável pela iluminação, pelo uso de eletrodomésticos e uma série de benefícios da era moderna. Com a sua grande necessidade os cientistas foram buscando outras fontes de energia elétrica e como captá-las, para evitar qualquer pane causada pelo excesso de demanda.

Há dois tipos de fontes de energia, as renováveis e as não-renováveis. A renovável é considerada a energia limpa, capaz de continuar sendo reaproveitada sem que se esgote como é o caso da energia eólica e solar. Já a não renovável são formadas por recursos limitados e que depende de matéria prima como são os combustíveis fosseis que se transformam em petróleo.

Muitos mecanismos dependem da energia do petróleo como os carros, mas há consequências severas pela sua emissão como o problema ambiental do efeito estufa e social como os conflitos entre países por territórios onde o petróleo é explorado.

Já as energias renováveis estão cada vez mais associadas a tecnologia e inovação, com novas descobertas de como produzi-las numa busca intensa por métodos que agridam o menos possível o meio ambiente.

Cenário brasileiro

No Brasil, a principal fonte de energia elétrica é através de usinas hidrelétricas, que é considerada cara e com danos a natureza. Há ainda usinas termoelétricas e nucleares em franca expansão, que utilizam respectivamente o calor e a desintegração do núcleo para criá-la.

A energia solar é obtida pela luz do sol e por isso é ilimitada e não causa danos a natureza. Considerada de potencial excepcional ao ser comparada com as outras fontes, é extraída pelas placas solares que captam a energia luminosa e a transforma em elétrica para ser usada normalmente. Ainda é pouco utilizada no Brasil, mas diversos países do mundo já focam em sua produção como método mais limpo e seguro de captação de energia.

Há casas particulares e edifícios que utilizam a energia solar que captam em seus telhados, para suprir suas próprias necessidades. Muito usada para aquecer a água da casa, já que também pode se transformar em energia termoelétrica. Seu sistema tem uma superfície mais escura, capaz de absorver melhor a luz solar emitida. A luz captada é absorvida pelas fotovoltaicas e sofrem alterações pelo semicondutor de cristais de silício.  

Matérias relacionadas:

Supermercado Assaí instala usina de energia solar em Goiânia

Fogão portátil movido a energia solar pode ser desmontado em poucos minutos

Sistema usa energia solar para purificar até dois mil litros de água