Estado australiano tenta proibir venda de animais

292 Visualizações
Divulgação A campanha busca conscientizar a população sobre a péssima realidade dos criadouros.

Muitas pessoas que compram um animalzinho de estimação só pensam na alegria que eles trarão e na responsabilidade que é cuidar da melhor maneira possível dos novos integrantes da família. No entanto, antes chegarem aos lares amorosos, muito desses animais passam por situações de abusos e maus tratos.

A maioria dos criadouros trata animais em fase reprodutiva como meras máquinas de fazer filhotes e fazem com que as fêmeas tenham tantos partos que as debilitam imensamente. Falta de higiene, alimentação inadequada e espaços inapropriados também são comuns.

Na Austrália a situação é parecida: estima-se que cerca de 95% dos animais vendidos em pet shops venham desses lugares. Instituições protetoras dos animais, como a Animals Australia, sempre fazem campanhas que tentam mostrar a péssima realidade dos criadouros e conscientizar a população. Graças a essas campanhas e pressão, o estado de Victoria resolveu banir este tipo de comercialização exceto para animais resgatados vindos de abrigos.

“A vida de uma cadela ou gata em um criadouro é inimaginável. Os animais são mantidos permanentemente em canis, privados de qualquer tipo de interação social, exercícios ou cuidados sobre sua saúde. Com o objetivo de aumentar os lucros para os operadores, cadelas e gatas são engravidadas sempre que possível“, contou Shane Rattenbury, um dos responsáveis pela implementação da nova legislação, ao Canberra Times.

Outras medidas que garantem a saúde dos bichinhos também estão contempladas na lei como a regra de que fêmeas só poderão ter no máximo 5 ninhadas durante a vida e os criadouros poderão ter no máximo 10 fêmeas em suas instalações.

A cultura da adoção ainda é fraca na Austrália e animais de raça como o Bulldog Frânces chagam a ter lista de espera para compra. Há quem gaste até US$ 6 mil por um bichinho de estimação por lá. Campanhas e medidas legislativas como estas talvez possam mudar esse cenário aos poucos. O importante é mostrar que a adoção é o melhor caminho e que animaizinhos sem raça determinada podem ser companheiros incríveis e cheios de amor para dar.

Confira os anúncios e um vídeo lançado pela Animals Australia:

 

Divulgação
Divulgação
Divulgação