Salas de aula móveis em São Francisco produzem mais energia do que consomem

185 Visualizações

Um projeto desenvolvido pelo escritório de arquitetura Anderson Anderson, localizado em São Francisco, EUA, desenvolveu salas de aula móveis que produzem quatro vezes mais energia do que consome. As salas são pré-fabricadas e utilizam janelas com orientação norte para otimizar a ventilação e a iluminação natural.

Esse projeto permitiria um aprendizado mais eficiente de um quarto dos estudantes locais que aprendem em condições precárias e em espaços mal equipados. Outra vantagem do protótipo é a capacidade de produzir eletricidade e armazenar água.

No telhado, painéis solares geram energia e ainda protegem o local do calor e as janelas podem ser manuseadas de forma a aumentar a ventilação natural. Além disso, análises de custos feitas com base em 30 anos sugerem que esta construção sustentável tem custos mais baixos do que os modelos similares que utilizam sistemas de consumo de energia tradicionais.

Outro benefício é que o local é equipado com um sensor de movimento, capaz de economizar eletricidade. Os arquitetos ainda ressaltam que “o processo de fabricação e entrega, e os materiais e produtos utilizados são todos selecionados para o mínimo impacto ambiental e para a contribuição máxima para um ambiente interno saudável”.

Fonte: inhabitat.com/
Fonte: inhabitat.com/
Fonte: inhabitat.com/
Fonte: inhabitat.com/
Fonte: inhabitat.com/
Fonte: inhabitat.com/