Empresa cria papel de parede com fibras de garrafa PET

930 Visualizações
Pano de parede
Pano de parede. Foto: panodeparede

Até uma decoração consegue seguir os conceitos da sustentabilidade utilizando itens que reduzam os impactos ambientais. Uma novidade no mercado brasileiro é o Pano de Parede, um tecido feito de fibras de garrafa PET recicladas que pode ser aplicado em paredes da mesma forma que um papel de parede convencional. O produto utiliza o plástico no lugar da celulose, matéria-prima do papel encontrada na madeira, e evita o desmatamento de diversas áreas verdes, poupando boa parte das florestas brasileiras.

A produção começou em 2008, quando surgiu a parceria entre Márcio Cosendey – empresário que já trabalhava no ramo de impressão de adesivos há 18 anos –, mais sete sócios e a Eco Simple, tecelagem que recebe a matéria-prima para a produção do material. Para criar o pano de parede são necessárias 8 garrafas de plástico por metro quadrado. Esses materiais plásticos saem de um centro de reciclagem em Santo André, município de São Paulo, e seguem até a tecelagem de Americana, interior do Estado, onde são transformadas em fibras e posteriormente, em tecido. Logo depois partem para o Rio de Janeiro, sede da empresa, onde o tecido recebe a impressão de estampas e processos de adesivagem.

Segundo Cosendey, “além da matéria-prima do tecido ser de origem reciclável, o material pode ser reaproveitado para fazer diferentes tipos de bolsas”. Para produzir o papel de parede sustentável, a matéria-prima percorre cerca de 550 km até chegar ao destino final, no Rio de Janeiro, processo que emite altas quantidades de gás carbônico durante. Questionado sobre a responsabilidade ambiental do produto de reduzir ainda mais os impactos ambientais, o empresário afirma que ainda não realiza métodos de compensação de carbono, porém esta questão está no planejamento de estratégias de sustentabilidade para 2014.

Fibra de pano
Foto: Divulgação