Onça-pintada que vive na Mata Atlântica corre risco de desaparecer

1.780 Visualizações
Onça
Foto: institutoanimalia

A onça-pintada, espécie de felino encontrada principalmente na Mata Atlântica, tem muitas chances de entrar totalmente em extinção. A informação foi divulgada na revista americana Science, em carta publicada pelo grupo de pesquisadores membros do Sistema Nacional de Pesquisa em Biodiversidade (SISBIOTA). O documento aponta que somente 250 espécimes de onça-pintada existem em todo esse território, sendo distribuídas em oito populações isoladas.

O relatório assinado pelo coautor Ronaldo Gonçalves Morato, chefe do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (CENAP) do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), revelou que um cenário ainda pior, pois, as análises moleculares demonstraram que o tamanho da população efetiva local, isto é, o número de animais que estão de fato se reproduzindo e deixando descendentes, “um parâmetro crítico para a manutenção da diversidade genética”, está abaixo de 50 animais.

As causas para o avanço do desaparecimento de onças-pintadas estão relacionadas à perda do habitat por conta do desatamento, caça e fragmentação da vegetação para o desenvolvimento de atividades dos caçadores. A equipe estima que, atualmente, restem somente de 7% a 12% da vegetação nativa da Mata Atlântica.

Onça pintada
Foto: mahinfluencia

Para o grupo, a extinção desse felino nesse ecossistema traz saldos negativos, pois, o número de espécies de herbívoros como catetos e veado – prezas da onça-pintada – tende a aumentar. Com os herbívoros em evidência, a vegetação da floresta é consumida rapidamente, resultando na perda da capacidade da natureza em recompensar o carbono, ou seja, menos árvores, mais concentração de CO2.

Além disso, Pedro Manoel Galetti Junior, professor do Departamento de Genética e Evolução (DGE) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), um dos coautores da carta, lembrou que o desaparecimento da onça-pintada pode ainda causar o aumento das populações de predadores intermediários, como, por exemplo, jaguatiricas e outros carnívoros.

Alternativa para preservação da espécie

Onça pintada
Foto: marciomotta

A ideia de enviar o alerta do desaparecimento da onça-pintada na Mata Atlântica à revista Science veio após o debate promovido pelo Cenap, em setembro de 2013, com o intuito de executar um plano para a conservação da onça-pintada na Mata Atlântica.

De acordo com os especialistas, a medida mais rápida e coerente para salvar a onça-pintada seria o aumento da fiscalização para evitar a perda de indivíduos tanto pela redução do ambiente causada pelo desmatamento ilegal quanto pela caça.

Segundo Morato, uma alternativa seria investir em tecnologia de reprodução assistida, coletando sêmen de um indivíduo de uma região e usá-lo para a fertilização de uma fêmea em outra população.