Home > Sustentabilidade > Mercado de energia solar deve crescer 300% em 2016, prevê estudo

Mercado de energia solar deve crescer 300% em 2016, prevê estudo

A estimativa da pesquisa é de que mais 5 mil novos sistemas fotovoltaicos particulares sejam instalados ao longo do ano

4 de fevereiro de 2016
publicado por
Redação

Stockphoto.com / Elenathewise Estados do sul e do sudeste lideram cotações de energia solar.

Com a popularização de novos meios de produção, a energia solar eleva as estatísticas a números surpreendentes e animadores no cenário de 2016. No último dia 15 de dezembro, o Ministério de Minas e Energia (MME) lançou o Programa de Desenvolvimento de Geração de Energia (ProGD), visando o incentivo na utilização de energia solar por novos consumidores.

Segundo o apontamento do MME, a expectativa é de que, através do programa, o mercado de energia solar movimente o investimento próximo aos R$ 100 bilhões e abasteça um sistema fotovoltaico para 2,7 milhões de pessoas até 2030. O ProGD foi criado com o objetivo de alcançar indústrias e, sobretudo, consumidores finais (empresas e residências) para que a alternativa sustentável ganhe força no território nacional.

Conforme afirma o ministro do MME, Eduardo Braga, a projeção de crescimento da rede de energia solar é muita alta e promete baratear os custos para os novos adeptos. A iniciativa conta com o apoio do governo e de diversas parcerias comerciais, fazendo com que o proprietário de um sistema particular desta fonte renovável possa até trocar o acúmulo de energia produzida por créditos com a distribuidora estadual.

Levantamento mostra o perfil dos consumidores e as tendências do setor

O Portal Solar, com auxílio da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), realizou uma pesquisa com base no interesse de 9.000 consultas e orçamentos feitos ao longo dos últimos cinco meses em seu site. A partir dos dados, identificou-se que os sistemas fotovoltaicos têm atraído milhares de interessados nas regiões Sul e Sudeste do país, liderando as cotações.

São Paulo é líder entre os interessados, com 25,8% das cotações pedidas, seguido por Minas Gerais, com 13,5%, Rio de Janeiro, 10,4%, Paraná, 10%, Rio Grande do Sul, 4,3%, e Santa Catarina, 3,7%.

Carolina Reis, diretora do Portal Solar, ressalta que um dos dados mais interessantes é que 20% das cotações são feitas para casas ainda em construção. “Ou seja, nada melhor do que gerar sua própria energia desde o começo”, diz.

Acompanhe abaixo o gráfico da pesquisa:

Portal Solar Portal Solar

Os benefícios apontados a partir do sistema de energia solar, indicam uma economia futura de até 95% na conta de luz do seu usuário, sendo que, atualmente, 75% destes novos interessados gastam mais de R$ 200,00 mensais com a eletricidade. Para este ano, a expectativa é de que mais de cinco mil projetos particulares de redes fotovoltaicas sejam instalados e substituam as antigas redes elétricas.

ProGD intensificará ações em prol do sistema de energia solar

Desde o começo do ano passado diversas ações entraram em vigor com o objetivo de estimular a utilização da energia solar. O ProGD confirmou que dará prosseguimento a todas essas iniciativas e projeta melhorar ainda mais as propostas ligadas às novas fontes renováveis.

Entre os principais incentivos estão a criação dos créditos de energia entre consumidor-gerador e distribuidora, que começam a partir do próximo mês; isenção de ICMS sobre a energia produzida pelo consumidor na rede da distribuidora; isenção de PIS/Confins e redução dos tributos de importação, entre outros grandes benefícios para a expansão da rede de energia solar em todo o Brasil.