Designer cria capa de chuva a partir de bioplástico de algas

580 views

Além de resistente à água, material ainda captura o CO2 existente na atmosfera

A designer norte-americana e pesquisadora da Escola de Design de Rhode Island, Charlotte McCurdy criou uma capa de chuva a partir de um bioplástico feito de algas, capaz de capturar o CO2 existente na atmosfera. Isso acontece porque a peça é produzida com macroalgas marinhas, que sequestram carbono ao invés de contribuir para as emissões.

Através de um processo de aquecimento, as algas são unidas e colocadas em moldes, feitos sob medida, que formam o plástico. Uma vez solidificado, o plástico de algas recebe uma fina camada de cera feita à base de plantas para impermeabilizar, melhorando a sua resistência à água. Além disso, todos os fios e prendedores que unem a jaqueta são confeccionados com materiais ecologicamente corretos.

Esta capa de chuva faz parte de um projeto de McCurdy intitulado After Ancient Sunlight, que investiga nossa relação com materiais à base de carbono e sugere uma nova perspectiva através do uso das algas como substituto ao plástico.

Estima-se que 60% de todos os materiais têxteis utilizados no segmento de vestuário são derivados do plástico, o que equivale a quase 3 trilhões de garrafas de plástico a cada ano.

Esta capa de chuva faz parte de um movimento de designs de moda, que vêm buscando alternativas sustentáveis, como a londrina Vollebak, que está produzindo camisetas totalmente degradáveis, ou a All Star, que está lançando tênis feitos com materiais recicláveis, como forma de encontrar soluções para produtos indispensáveis em nossas vidas e que podem ter uma produção feita com materiais de fonte renovável ou reciclável.