Conheça os edifícios sustentáveis no Brasil

1.255 views

Um dos agentes causadores dos impactos negativos na natureza, os edifícios podem consumir mais da metade de toda a energia usada nos países desenvolvidos e produzir mais da metade de gases de efeito estufa lançados na atmosfera.

No Brasil, para amenizar esses problemas, arquitetos e engenheiros elaboraram um projeto que visa a construção de edifícios sustentáveis. A ideia é continuar construindo prédios verdes, mas com menos impacto ambiental e maiores ganhos sociais. O projeto considera, ainda, todo o ciclo de vida do edifício, desde a construção, até seu uso e manutenção.

Os prédios verdes precisam integrar tecnologia, inovação e sustentabilidade na hora de montar a sua estrutura, a fim de garantir proteção contra incêndios, segurança eletrônica e sistemas de instalação elétrica, oferecendo proteção, conforto e confiabilidade aos usuários, ao mesmo tempo em que se preocupa em reduzir o consumo de energia em indústrias, escritórios e residências.

Apesar de não muito conhecidos, os edifícios sustentáveis no Brasil são muitos. O país é o quarto país do mundo com mais prédios sustentáveis, com aproximadamente 600 empreendimentos com a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) e mais de 120 certificados pelo Processo AQUA (Alta Qualidade Ambiental) – certificação internacional de construções sustentáveis baseada no processo francês Démarche HQE, desenvolvido e adaptado à regulamentação brasileira pela Fundação Vanzolini. Conheça alguns deles:

JK 1455 (SP): o prédio que fica na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, em São Paulo, foi o primeiro a ter o certificado LEED ouro do país. Para alcançar essa posição, o edifício passou por uma adequação, aprimorando várias técnicas para a redução do impacto ambiental. Dentre as soluções consideradas verdes e eficientes, estão estratégias para a redução do consumo de energia elétrica e melhor uso da água.

Edifício Corporativo JK 1455 - SP
Edifício Corporativo JK 1455 – SP. Foto: ccpsa

Porto Brasilis (RJ): na esquina da Avenida Rio Branco com a Rua São Bento, em uma área total de 18.600 m², o edifício conta com um sistema de tratamento e reaproveitamento da água da chuva e utiliza reatores e lâmpadas de alta eficiência, entre outras ações.

Edifício Porto Brasilis
Edifício Porto Brasilis. Foto: cbre

Eldorado Business Tower (SP): em São Paulo, na avenida Nações Unidas, o prédio sedia 16 empresas e tem, dentre as soluções adotadas, a utilização de bacias sanitárias com sistema dual flush, que proporciona uma economia de 30% de água. Além disso, para otimizar o uso da energia elétrica, os elevadores possuem sistema de frenagem regenerativa, que reflete em economia de até 37% em comparação aos elevadores convencionais.

Edifício Business Tower do Shopping Eldorado em São Paulo
Edifício Business Tower do Shopping Eldorado, São Paulo. Foto: arquiteturaacustica

Rochaverá Corporate Towers (SP): na Vila Gertrudes em São Paulo, o complexo de escritórios de alto padrão tem como principais objetivos a redução de impactos durante a sua construção e o aproveitamento dos recursos na fase de operação do empreendimento.

Rochaverá Corporate Towers
Rochaverá Corporate Towers. Foto: archdaily

True Chácara Klabin (SP): a construtora responsável pelo prédio residencial é uma empreendedora AQUA – certificação de Alta Qualidade Ambiental, que orienta e avalia o processo de gestão e a qualidade ambiental dos empreendimentos. Neste sentido, todos os prédios residenciais lançados em São Paulo pela companhia são preparados pensando na sustentabilidade. O prédio em questão tem telhado verde, coleta seletiva com área disponível para armazenamento de resíduos dentro do apartamento e local específico para armazenamento intermediário de resíduos no hall de cada andar.

Residencial True Chácara Klabin.
Residencial True Chácara Klabin. Foto: exame