Campus estudantil na Tanzânia será abastecido com energia solar

341 views
Reprodução / IPS A universidade é uma das várias instituições públicas da Tanzânia que sofrem frequentes apagões causados pelo minguante nível de água na central hidrelétrica.

A Universidade de Dodoma (Udom), na Tanzânia, vem ganhando destaque com seu projeto recém-lançado de energia renovável e sustentabilidade. Ela passará a ser referência para outras instituições da região. A fazenda solar já se encontra em construção e será a maior do tipo feita em um campus universitário em todo o mundo. Ela será capaz de produzir 55 MW de energia.

Em sua primeira fase, o projeto deverá fornecer a energia solar para o campus Udom, incluindo dormitórios, salas de aula, centros de pesquisa e o complexo médico. Após essa fase, ela passará a fornecer energia também à região central de Dodoma.

Para que o projeto fosse viável, uma parceria com a Universidade do Estado de Ohio (OSU), nos Estados Unidos, foi feita. A universidade norte-americana possui uma reputação internacional no que se refere a pesquisas nas áreas de alimentos, água, energia e saúde. O projeto já é apontado como um grande avanço para a região, já que possibilitará a geração de empregos, de pesquisa em energias sustentáveis e de atração para investimentos de empresas e negócios. Outro impacto importante é a redução dos gastos com energia.

A construção do projeto é parte de uma estratégia da Udom para se estabelecer como um centro global de excelência em energia renovável e sustentabilidade e garantirá que a Tanzânia tenha força de trabalho treinada e o apoio de cientistas e empresários preparados para liderar pesquisas e desenvolvimento no continente africano no que se refere à implantação de energia limpa.